Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Vidas muito chatas...

... é o que têm a maior parte dos passageiros do autocarro dos TST que passei a apanhar de manhã.

A sério, minhas queridas pessoas! Faço a vigem todos os dias com um grupo de mulheres (pelo menos parece-me que o contágio é mais visível entre o sexo feminino), cujo ponto alto do dia é a viagem de autocarro de e para casa.

Todos os dias assisto à mesma cena...

Na Fonte da Prata entra uma criatura que pica o passe e pergunta ao motorista:

- Bom dia, este autocarro é de que horas?

Todos os motoristas já a conhecem... 'é o das sete e vinte'.

Senta o rabinho no banco da fente e vai o caminho todo a controlar quantos passageiros entram e quantos ficam na paragem e em que paragem é que o autocarro ficou com lotação esgotada. Quando o autocarro entra na ponte, a criatura agarra no telemóvel e vai ao Facebook (sim... esta carreira de autocarro tem direito a página de utentes no FB!) e faz o relatório completo da viagem...TODOS OS DIAS... e pelo que já consegui perceber... não é a única.

Entretanto vão entrando outras criaturas e começa a partilha de informação: 'ontem no autocarro das ... só entraram x pessoas', 'mas no autocarro das ... ficaram 40 pessoas na paragem... contei-as eu... UMA A UMA'.

...

Não sei o que vocês acham... eu acho que é preciso ter uma vida muito chata e triste para chegar ao ponto de andar a contar cabeças numa fila de autocarro...

E maridos e filhos para lhes apurrinhar o juízo... não há? 

E chefes chatos... também não?

E colegas de trabalho que lhes queiram espetar uma faca nas costas... nem isso?

...

Até parece que todos os outros estão bem servidos de transportes... só esta carreira de autocarro é que funciona mal ou anda sobrelotada!

Só quem anda nos transportes públicos, me compreende! #30

Ontem. Regresso a casa nos barcos da Soflusa. Entro na Estação, no Terreiro do Paço, pelas 19h00. Olho para o ecrã com informação sobre as carreiras e só vejo linhas vermelhas… já sei o que isso quer dizer… carreiras suprimidas com fartura.

Em resumo, não ser realizaram as carreiras das 19h10, nem a das 19h15. Às 19h00 estavam a entrar na sala de embarque passageiros para a carreira das 19h25 e depois dessa só haveria carreira às 19h40.

CAOS… gente e mais gente por todo o lado.

Os torniquetes trancaram pelas 19h05. Sala de embarque a transbordar com uns 600 passageiros para a carreira das 19h25, magotes de gente do lado de fora da sala de embarque… resignada a ter que esperar uns 35 minutos pelo próximo barco.

Eu estava incluída nos magotes de gente resignada (com sandálias novas nos pés… ).

Resignados… que mais podemos fazer se não ceder à resignação… as pessoas já nem refilam, vão levando isto com algum humor… já perceberam que não adianta andar a partir coisas e a invadir salas de embarque… só arranjam problemas para si e não resolvem nada (e ainda se chega mais tarde a casa...).

De maneira que ali estávamos todos, tipo carneirinhos, um dizia uma piada, outro ligava para casa a dizer que chegava mais tarde... 'guarda-me o jantar no forno'…

Às tantas ouve-se uma voz (um tudo nada já um pouco toldada por uma cervejita a mais...):

‘os portugueses são uns mansos… olhem em França, vejam lá se não conseguem o que querem… nós aqui não fazemos nada…’

E põe-se de braço no ar, de punho fechado… a ver se conseguia convencer o resto do povo a invadir a sala de embarque…

‘i-i-i-ba-são’… ‘i-i-i-ba-são’… ‘i-i-i-ba-são’

Só conseguiu umas gargalhadas do pessoal!

A ver como será hoje o regresso a casa...

Bom fim de semana

Fim de semana grande...

Para os lisboetas uma semana ainda mais curta com feriado na 5ª feira...

Santo António pelo meio... sardinhas, febras, caracóis, tremoços e imperiais...

Tudo o que se quer para uma semaninha já a cheirar a férias, não é?

#soquenão

...

No dia 12 tenho greve na Soflusa e nos TST.

Não tenho barcos (pelo menos na hora de ponta), nem autocarros para ir trabalhar... sobra o comboio da ponte...

Mesmo com a previsão de haver menos pessoas, sendo a única forma de atravessar o rio, com exceção dos barcos da Transtejo... 

Vai ser tanto calor humano...

A minha prima Mafalda partilhou esta imagem comigo no FB:

FB_IMG_1559365433831.jpg

Que grande ideia do A. Gaspar...

Acho que este fim de semana vou andar por lojas diferentes do costume...

Vou investir num bom capacete...

Só quem anda nos transportes públicos, me compreende! #29

Há quanto tempo não vos brindava com uma história passada nos transportes públicos, não é?

Já tinham saudades, não tinham?

Viagem de autocarro. Fila para entrar. Pequena jovem adulta chega e fica atrás de mim. Vinha a falar ao telemóvel, naquele volume de voz que incomoda. A conversa era sobre a qualidade do sermão do pastor, a falta de capacidade do pastor para se impor e o facto de ela estar a ser prejudicada, no seio da igreja, porque queria aceder a um lugar de maior destaque na organização.

O autocarro chega.

Penso ‘por favor… Tu que estás aí em cima… não me faças fazer uma viagem de uma hora com esta criatura sentada perto de mim…’ 

Entro. Sento-me logo atrás do motorista. Pequena passa por mim e não a oiço mais.

Respiro de alivio.

O autocarro arranca... oiço a sua voz… no banco logo atrás do meu…

Quase UMA HORA de viagem com esta criatura a falar no pastor, no sermão do pastor, nas graças que Deus tem reservadas para ela e que ela tem que estar atenta para as receber…

Saiu do autocarro umas paragens antes da minha, não sem antes referir:

“Satanás tem me feito guerras na faculdade… eu estou sentindo!”

A senhora que ia sentada ao meu lado até deu um salto da cadeira!

A malta anda embeiçada com o sermão do pastor e com as tricas e futricas da igreja, não se agarra aos livros para estudar e depois a culpa é do Satanás… ai o Satanás tem as costas muito largas!!!

...

Sabem o que vos digo… há mulheres que simplesmente não merecem a invenção da máquina de lavar roupa… um tanque de roupa suja, duas vezes por semana, mantinha tanta cabeça tão mais ocupada!

Oh pessoas... tenham juízo!

Já sabem que agora utilizo o autocarro dos TST para vir trabalhar.

Antes dos novos passes, os TST cobravam um passe específico, só para esta carreira, que custava a módica quantia de 120€ (ouvi hoje). Agora, com o passe único de 40€, a malta não pensou duas vezes, vai tudo para o trajeto que tem menos transbordos (a juntar à confusão instalada nos barcos da Soflusa...). Os autocarros começaram a  ficar cheios na 2ª ou 3ª paragem. Os passageiros da Moita começaram a ficar apeados.

Os TST já responderam ao aumento da procura e, desde 2ª feira, reforçaram o número de autocarros. Agora, entre as 6h30 e as 8h30 há um autocarro a cada 10 minutos. Mesmo assim, os autocarros andam muito cheios. Os passageiros da Moita continuam a ter dificuldade em entrar.

Para mim, a solução passa por reclamar junto dos TST e pedir que parte dos novos horários passe a iniciar o trajeto na Moita e não no Vale da Amoreira.

Mas  isso é... para mim e para mais alguns passageiros... porque depois há os outros passageiros... que em vez de reclamar mais e melhor serviço dos TST... reclamam das... pessoas!

Tenho ouvido tanto disparate por estes dias... histórias de bradar aos céus:

- Abaixo-assinados a pedir o retorno dos passes antigos (os tais dos 120€), numa lógica de 'quando os passes eram caros, a carreira dava para nós... então que voltem...'

- Tentativas de bloqueio de estrada, para não deixar passar os autocarros, com frases de ordem do tipo 'se não consigo ir trabalhar, então vocês também não vão...'

- Pedidos à TST para que a carreira deixe pura e simplesmente de iniciar o trajeto no Vale da Amoreira... (o Vale da Amoreira é o bairro 'problemático' do concelho da Moita que fica muito encostado ao concelho do Barreiro, como todos os bairros 'problemáticos' tem muita gente que não interessa a ninguém, mas também tem muitas familias de gente trabalhadora e honesta, que só querem ir trabalhar e sustentar os filhos), num lógica de 'os arruaceiros estão servidos e nós, pessoas honestas, ficamos a vê-los passar...'

 

Sabem o que vos digo... as pessoas são más! São mesquinhas umas para as outras...

Ser da margem sul... muito melhor que isso, ser do BARREIRO!

Por estes dias, já todos ouviram falar dos problemas com a ligação fluvial entre o Barreiro e Lisboa. Faltam barcos na frota, faltam recursos humanos, falta dinheiro… só não faltam passageiros.

As últimas semanas foram duras para quem faz a travessia do Tejo na Soflusa, culminando, ontem e hoje, com uma greve nas horas de maior trafego.

Só que, lá está, agora a malta tem os novos passes no bolso e pode escolher… e se há coisa que o pessoal do Barreiro tem… é escolha. Em vez de ir para a estação dos barcos, em dias de greve, os barreirenses sabem que podem ir para o Vale da Amoreira, apanhar o autocarro dos TST, ou para Coina, apanhar o comboio da Fertagus. São transportes que servem os concelhos limítrofes do Barreiro (Moita, Seixal, Almada), mas começam no Barreiro.

Ontem vim de comboio e regressei no autocarro. Hoje vim no autocarro e logo se vê como vou regressar. Ontem ouvi coisas deliciosas das pessoas que vivem nos concelhos à volta do Barreiro.

Logo de manhã, estava o comboio em Corroios (Almada/Seixal), entra uma criatura já completamente alucinada a falar ao telemóvel ‘…estas pessoas do Barreiro, ficam sem barcos e vêm pr’aqui e depois as pessoas que moram aqui não conseguem entrar no comboio…’

De tarde no autocarro vinha outra criatura, da Moita, muito zangada porque ‘… é inadmissível, porque o autocarro enche no Barreiro e nós ficamos sem nada, não conseguimos entrar…’.

Barreirenses… a dominar a arte de fazer amigos!

Eu lá vou… sentadinha, faço como os pinguins… sorrir e acenar.

 

Deixar uma palavra de apreço aos Transportes Coletivos do Barreiro, pelo respeito que tiveram com os seus passageiros. Souberam ajustar as carreiras existentes e reforçaram a carreira que serve a estação de Coina da Fertagus. MUITO BEM!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D