Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

O Natal este ano...

Nos últimos anos é costume sermos 12 cá em casa.

Somos todos vizinhos uns dos outros. Uns reformados, que estão quase sempre em casa, outros em teletrabalho, que estão quase sempre em casa, três jovens que vão à escola.

Ainda pensámos dividir o grupo em dois. Os jovens começaram logo a choramingar, os reformados ficaram de coração partido porque os jovens começaram a choramingar, as do teletrabalho ficaram tristes porque não iam conseguir matar a garrafa da ginjinha antes de comer o bacalhau (Natal do Barreiro começa com uma ginjinha antes do bacalhau, até o nosso Presidente sabe isso!).

Realizou-se uma Conference Call, que neste caso se pode traduzir por “Sra. Minha Mãe e Sra. Minha Tia sentaram-se no sofá a deliberar” (sim… nesta família são as velhotas que decidem).

Vamos ser 12 cá em casa… e seja o que Deus quiser!

Estamos todos conscientes dos riscos e combinámos tomar alguns cuidados:

- vamos reduzir ao mínimo indispensável o tempo que estamos juntos (Sr. Meu Pai e Sr. Meu Tio estão felizes da vida, este ano lá pelas dez da noite já devemos ter as prendas resolvidas e estarão a caminho das respetivas caminhas… as do teletrabalho estão felizes da vida, porque vão ter que despachar a garrafa da ginjinha não em cálices, mas em canecas);

- vou montar uma mesa ainda maior (que se lixe o ar remendado), para ver se nos sentamos mais afastados uns dos outros;

- vamos todos desinfetar as mãos ao entrar em minha casa e quem quiser pode estar de máscara;

- não vai haver buffet de entradas (daqueles em que todos mexem na mesma colherzinha do patê ou na mesma tacinha de frutos secos…);

- os bolos já vão para a mesa todos cortados, para não haver muita gente a mexer na mesma faca;

- os doces de colher, as bebidas e o azeite para o bacalhau serão servidos sempre pelas mesmas pessoas;

- ainda não sei como fazer para levantar a mesa (sabem aquele hábito “… passa lá os pratos aí do fundo” e os pratos passam de mão em mão e há sempre alguém que agarra nos talheres de todos e raspa o prato e vai fazendo uma pilha para levar para a cozinha?)… talvez fazer esta tarefa de luvas???

Vamos ser 12 cá em casa… e seja o que Deus quiser!

Ai a minha reputação!

Hoje vim trabalhar com Sobrinha Mai'linda.

Tenho muitos colegas de férias, isto está um bocadinho a meio gás, resolvi convidar a miúda para vir comigo.

Assim sai um bocadinho de casa e dá descanso à Sra. Minha Mãe.

Estou sentada no meu posto de trabalho. Ela está num outro posto de trabalho de uma colega que não está ao serviço.

Tem computador, está a ver os seus youtubers preferidos, com os phones que a prima lhe ofereceu nos anos.

De vez em quando deve fazer pausas, porque oiço a sua voz a conversar com uma colega...cada vez com mais frequência e em tom mais elevado e entusiasmado.

A ver se consigo dizer à colega para não puxar muito por ela...

Até tremo... até ao fim do dia vai contar a VIDA TODA de TODOS lá de casa.

Temo pelo estado em que vai ficar a minha reputação!

Feliz Natal, pessoas bonitas!

Natal fit!

Já não posso mais ouvir falar do ‘Natal Fit’, do ‘Natal sem culpas’, do ‘Natal saudável’, do ‘faça o Natal sem engordar’…

Parem com isso, criaturas de Deus!

Andamos o ano todo a enfardar pães de deus e croissants e pãezinhos de leite com manteiga e queijo e fiambre, ele é folhados cheios de margarinas, ele é panquecas cobertas de nutela, ele é gelados e bolas de Berlim na praia… mas em chegando o Natal vamos enfiar as azevias e os sonhos no forno, porque os fritos fazem muita mal às coronárias… o bolo rei mesmo bom é vegan e Deus nos livre de olhar para uma travessa de aletria ou arroz doce….

Alguns exemplos que já vi por essa net fora:

rabanadas.pngAprendi com o meu Paulinho que não há coisa melhor, para o pequeno almoço do dia de Natal, do que uma chávena almoçadeira cheia de leite simples e umas rabanadas feitas no dia anterior bem ensopadas em leite e ovos e com aquela calda de açucar e canela....  nos últimnos anos faço uma variação, como as rabanadas com iogurte grego e ponho umas framboesas (é a parte do fit...).

sonhos.png

Para mim só é Natal se puder passar a tarde do dia 24 na cozinha da minha mãe a fritar sonhos e filhoses. Já há alguns anos que sou eu que me encarrego da frigideira e adoro aquele bocadinho de tempo que estou ali a virar colheradas de massa para dentro do óleo. É verdade que fica tudo esbodegado, mas fica tudo perdoado assim que pegamos num sonho ainda quente e o passamos no açucar e canela e comemos...

fit.png

Ãh... é o quê?! Então a simples posta de bacalhau cozido com couves e um fiozinho de azeite também já não pode ser?

Ah pois, é bacalhau fresco, porque o salgado é que não pode ser!!! Havia de ser bonito ver Sr. Meu Pai sentado à mesa da consoada e servir-lhe chutney de tomate e nozes para acompanhar o bacalhau!!!

Tenham juízo, criaturas!

Não é o que se come em dezembro que faz mal… é o que se come e se faz AO LONGO DO ANO!!!

Lembrem-se, o segredo é CONTA, PESO E MEDIDA!

Bom fim de semana!

… e desejem-me sorte.

Este fim de semana temos programada a ida ao CC para comprar a prenda de Sr. Meu Pai.

Sr. Meu Pai é… como dizer… bicho fino, vaidoooso como só ele, difícil de satisfazer.

Sabendo o que a casa gasta, há muito que nos deixámos de surpresas. Pegamos nele, damos-lhe um orçamento e deixamos que escolha o que lhe apetecer. Há pelo menos duas semanas que anda a perguntar “então quando é que vamos?”

Soltar Sr. Meu Pai numa loja de roupa é mais ou menos o mesmo que soltar uma criança numa loja de chocolates.

Escolhe, escolhe, escolhe, primeiro é um casaco (blazer, kispo ou sobretudo?), mas se calhar já é um pullover (decote em bico, redondo, com fecho?), mas uma camisa também não ia mal… e umas calças, “…as minhas calças estão a ficar velhas, não achas mulher?”

E começa Sra. Minha Mãe a rezingar… “tens lá um roupeiro cheio de calças que não vestes... só sabes comprar novo, mas não deitas fora o velho…”

E lá andamos eu e Mana Querida a apaziguar as hostes, com toda a diplomacia, sem ferir suscetibilidades, a tentar organizar ideias, dar sugestões válidas:

“… se calhar um sobretudo não é o mais indicado para o teu estilo de vida, pai… não será melhor algo que seja quente, prático e te proteja da chuva?”

“… oh minha mãe, as calças que o pai trás fui eu que ofereci há uns anos valentes… se calhar não era mal pensado umas novas… eu depois vou lá a casa e faço uma limpeza no vosso roupeiro”

Ao que Sr. Meu Pai atira… “pois, pois, mas não é só para as minhas calças, aproveita e deita fora uns quantos par de sapatos e uma quantas malas que por lá andam que a tua mãe também não usa…”

Mana Querida e euzinha vamos tomar um calmante antes de sair de casa e, no fim do dia, deixamos ambos em casa e vamos berber um tinto!

Vai ser tão bom!

 

A ver se não acontece o mesmo do ano passado… queria uns ténis. Depois de calçar uns quantos, decidiu-se por aquele modelo… no dia 26 de dezembro, às 10h00, estávamos na loja para trocar. Mas todos os diabos têm sorte. A loja já estava em saldos… os que trouxe estavam com desconto e em vez de exigirem que comprássemos outro par para completar a diferença, emitiram um vale nesse valor, com validade de um ano. Em março ainda foi buscar outros como prenda de anos.

Bom Ano

Hoje é só mesmo para desejar bom ano a todos vocês.

Eu sei que estou um bocadinho desaparecida em combate (mas só daqui, porque se me seguissem no instagram saberiam por onde andei).

Regressei hoje de uma semana em que não fiz 'ponta de corno'...e foi tão bom.

Uma semana naquele triângulo maravilhoso...cama...mesa...sofá (pronto... de manhã fazia a minha cama, que Sra. Minha Mãe não vai em conversas, e à noite era eu que lavava a loiça do jantar... e também houve ali um dia em que vi uma pilha de roupa para passar a ferro e tive pena de Sra. Minha Mãe, lá por alturas do carnaval a passar aquilo tudo... sozinha, de maneiras que me atirei de cabeça, numa tábua de passar a ferro que foi da minha avó que me fica um pouco acima dos joelhos... eu bem a ponho em cima de um degrauzinho... mas mesmo assim, parece que estou a passar de cócoras...). 

Estive uma semana (menos de uma semana, aliás...) a ver os e-mails a acumular...ping... ping...

De maneiras que agora estou a despachar e-mails à velocidade da luz, pelo que não tenho tempo para mais.

Bom Ano Novo, pessoas bonitas.

Já estão a estranhar, não é?

Estamos a 15 dias do Natal e eu ainda não comecei a publicar a minha lista de prendas...

Este ano não estou muito inspirada... deve ser do tempo... ou da idade...

Ontem ouvi este musica com mais atenção... é uma lista de pedidos ao Pai Natal... combina tanto comigo...

...

A quem possa interessar... deixo a minha lista de prendas de Natal para este ano (não se esqueçam que também faço anos!)

Inspirem-se também!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D