Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Então… e o animal?

O meu animal lá anda… na sua vida atarefada e muito complicada.

O peso continua o mesmo… às vezes mais 100g, às vezes menos 100g. Não saímos disto!

Continua a mesma festa, sempre que vamos ao veterinário, tudo de volta da transportadora... 'ai que lindo, mesmo lindo', 'tenho lá uma gata que fazia bebés tão lindos com ele'... 'quanto é que pesa?' e eu lá digo baixinho 'nove quilos e meio'... 'ai, está muito bem... eu tenho lá um com 13!'

 

WHAT!!!

 

A situação do rim continua a piorar. Não vai lá com a ração especial para insuficiência renal e a médica achou por bem começar a medicar, enquanto não se atingem valores mais descontrolados. Está a tomar SEMINTRA desde 26 de setembro. Quem se recente a sério… é o meu roupeiro que não vê peças novas há um mês e, pelo andamento da coisa, vai continuar a não ver.

É que o medicamento custa a módica quantia de 37,10€ (já andei à procura na net, mas entre IVA e portes de envio, fica sempre ela por ela), sendo a dose a administrar diariamente proporcional ao seu peso tamanho do bicho, cada embalagem dá para… DUAS SEMANAS. Diz a médica que será preciso fazer a medicação pelo menos 3 a 4 meses!

De maneiras que temos uma nova rotina. Todos os dias lá tenho que pôr o bicho a jeito e com uma seringa fazê-lo engolir o liquido (4,5 mg de manhã e outras tantas à noite). No início a coisa ainda correu menos bem, um dia empurrei o liquido depressa de mais e o bicho engasgou-se e vomitou (fiquei tão aflita!), mas agora já lhe tomámos o jeito e corre tudo às mil maravilhas.

Em dezembro vai outra vez à consulta para vermos se os valores melhoraram.

Outra coisa que mudou na nossa rotina foi o FIAMBRE (e a mortadela e o paio...). Na última consulta estava afixado no consultório um cartaz com as equivalências da comida humana quando é dada aos animais de estimação. Fiquei em estado de choque!

Então não é que se um gato comer 30 GRAMAS DE FIAMBRE (é mais ou menos uma fatia, certo?) é o mesmo que eu comer SETE DONUTS COBERTOS DE CHOCOLATE? (tanta fatia de fiambre que o dono deu a este animal, credo?)

018.JPG019.JPG

Pronto animal! Está decidido!

Não voltas a tocar no fiambre

(nem na mortadela... nem no paio).

Queres mimo? A dona dá beijinhos e festinhas e colinho e faz cafuné no teu cangote… mas fiambre (ou mortadela, ou paio) ESQUECE!

Geriátrico!!???

Algures durante o próximo mês de junho o meu animal completa 11 anos de vida. Não sei em que dia exatamente. Só sei que foi encontrado na rua em meados de agosto de 2007. Na sua primeira consulta no veterinário, a médica ficou na dúvida se o bicho já tinha os dois meses para poder levar as primeiras vacinas e preferiu esperar mais duas semanas.

No sábado que passou voltou ao veterinário para ver em que pé estamos no que toca à perda de peso e fazer novas análises ao sangue para ver como está a função renal.

Pequena nota prévia de dona babada: o meu bicho entra naquela clínica e é o ai jesus daquelas pequenas todas que lá trabalham. A primeira meia-hora é isto: ‘Ai… tão lindo!... ai pá, tão fofo!... hoje tenho que tirar uma fotografia com ele, deixa, não deixa dona? Posso por no FB da clínica, posso??? Quem é o gato mais lindo e mais fofo???’

IMG_20140729_203351.jpg

A perda de peso não está grande coisa… a médica diz que devia ter perdido umas 300g, mas só perdeu umas 100g (mal medidas, porque o bicho saltou logo da balança… sábio!), mas o que mais a preocupa é a função renal que no global até melhorou, mas há um valor que teima em não descer. Está à prova… se em agosto a coisa não melhorar substancialmente passa a fazer medicação.

Mas o que me deixou encanitada foi a expressão utilizada pela vet quando foi buscar ajuda para segurar no bicho na posição certa, para lhe tirar o sangue (olhem que o bicho foi picado duas ou três vezes para tirar o sangue e nem assoprou… não hão-de as pequenas ficar enlouquecidas com o animal!). Ao entrar outra vez na sala oiço-a dizer…’não… é um geriátrico muito calmo… deixa fazer tudo!’

Oi! Como assim? Eu sei que o meu bichinho está a ficar velhote, mas daqui a chamar-lhe GERIÁTRICO???

Fiz umas pesquisas na net… o meu animal tem o equivalente a 60 anos humanos…

Isso quer dizer que me faltam só 15 anos para ser classificada na categoria dos GERIÁTRICOS também??? Com 60 anos ainda não estarei sequer reformada… a malta sabe que quando chegar a nossa vez, só nos deixam ir para a reforma depois de entregar o comprovativo de que já temos a nossa cova feita, mas porra… não me matem as esperanças... consultas de geriatria só depois dos 80 anos, ok?

NÃO! NÃO!

Da próxima vez que lá for tenho que explicar à vet que o meu gato, o meu animal, é SÉNIOR, ok?

Sénior, que significa MAIS VELHO (ou seja, mais experiente) relativamente a alguém que é júnior!

Então e a dieta do animal, Rita?

As análises ao sangue dizem que o bicho, no geral, está bem para a idade (quase 11 anos), apenas um valor preocupou a veterinária. Não é alarmante, mas está a começar a subir e, por isso, achou melhor começar a prevenir, para mais tarde não ser preciso remediar. Basicamente, além da diminuição do peso (quase 10 quilos, lembram-se!) é preciso começar a ter mais cuidados com a função renal do bichinho, e vai daí… fui vitima de um assalto.

Falaram-me de umas novas rações da Royal Canin que são multifunções, tratam mais de um problema ao mesmo tempo, como ainda não existe uma ração que seja ao mesmo tempo para problemas renais e excesso de peso, recomendou-me esta:

multifunction-therapeutic-diet-gfr-afr-feline.png

Indicada para o problema renal e, desde que respeitadas as quantidades recomendadas, devemos conseguir controlar o peso. Só se vende em veterinários, o saco é encomendado específicamente para o meu bicho, inclusivamente vem com o nome dele impresso no saco... é muita fino o animal, pá! IMG_20161016_095640.jpg

 - Então diga lá… ele pede comida?

- Oh doutora, quando chego à noite a casa ele mia muito alto, com uma expressão muito zangada e eu dou-lhe um bocadinho da latinha, para fazermos as pazes!

- Daqui para a frente só latinhas específicas para problemas renais… com menos proteína… e mais?

- Oh doutora, quando estou a tomar o pequeno almoço, o bicho não me larga, tenho que lhe dar um bocadinho do meu leite… só um bocadinho… e também gosta muito de lamber o pote do iogurte… tudo magro e sem lactose, dra...e se mexo na caixa do fiambre… ui, até se empina na porta do armário ,mas não lhe dou as gordurinhas do fiambre… dou-lhe FI-AM-BRE... light, dra...

- Estou a ver! Estou a ver tudo... isso é muita proteína, não pode ser.

- Oh doutora, então o bichinho fica em casa todo o dia sozinho, não vai às gatas que já não pode … então se não tiver uns miminhos gastronómicos… coitadinho do animal, é uma vida muito triste!

E pronto, lá estivemos a ver quantidades e a combinar miminhos. Agora todas as manhãs até parece que estou a fazer o biberon do puto, a sério, com um copo medidor onde a Sra. Dra. riscou com um marcador preto o sítio exato até onde posso encher (é só até aqui, ok???)

Passadas duas semanas, acho que o bichinho não estranhou e não me parece que esteja a sofrer com fome.

Quem está a sofrer é a minha carteira… cada saco de ração (2 quilos), custa €30,00, cada latinha custa €2,00, isto já com os 15% de desconto do programa anual de Check-Up da Clínica.

Diz Sra. Dra. que cada saco tem que dar para um mês e cada latinha para 4 dias…

É bom que não estranhes, animal!!!

Afinal, portou-se tão bem o meu bichinho!

O meu bichinho tem esta capacidade de me surpreender sempre. Lembram-se de vos ter contado que este sábado ia à Pet Groomer? Lembram-se de vos dizer que eventualmente seria preciso pensar numa sedação, porque o bichinho podia não gostar?

Não foi preciso nada disso.

Não assoprou uma única vez.

Ficou ali de barriga para o ar para ser rapado, não stressou nada com o secador (só não gostou de secar junto à cabeça).

O mais chato foi mesmo o banho propriamente dito. Não gostou de ficar molhado. Só queria fugir, mas não arranhou, nem assoprou, só miava de um modo mais aflito. Puro mimo.

A Groomer foi uma querida e não insistiu, queria fazer uma segunda passagem de champô, mas o bichinho estava já tão aflito que ela achou por bem tirá-lo da banheira e enrolá-lo em toalhas. Aclamou logo.

Depois de seco e escovado ficou uma bolinha de pelo fofinho.

banho3.jpgbanho2.jpg

Vejam o video do banho que publiquei no Instagram (o desespero, o mimo do bicho).

E agora que comece a dieta...

 

 

 

Fomos ao veterinário

Por todas as razões e mais alguma, deixei passar quase oito anos sem que o meu bicho fosse visto por um veterinário. Lembro-me que ainda fiz uma ou outra desparasitação interna, mas vacinas nunca mais levou. Basicamente preocupei-me em comprar uma ração boazinha, ia reparando se ia ao caixote fazer as suas necessidades e no verão dava-lhe a pasta de malte por causa dos pelos.

O bichinho vai fazer 11 anos no próximo verão, é aquela idade em que é preciso começar a ter mais cuidado, por isso, decidi que este ano seria o ano da mudança.

...

Levei-o à mesma veterinária onde o levei ainda muito pequenino. Assim que o tirei da transportadora, a médica olhou para mim, depois para o bicho…

- Lembra-se dele, não é? Num dia de ano novo???

- … acho que sim, tivemos que o castrar de urgência, não foi?

Pois é! O meu bicho está na história daquela clínica. No dia de ano novo de 2008, tinha uns 7 ou 8 meses, começou a ter um comportamento muito estranho, miava descontroladamente e de forma agressiva, queria trepar pela Árvore de Natal acima, não sossegava, tinha um andar estranho, meio coxo e um pouco desequilibrado. Tivemos que chamar a veterinária de urgência. Chegados à clínica, conseguiu fugir da transportadora. Parte do consultório ficou destruído, com o meu Paulo e a médica a tentar apanhá-lo. Eu e o Melga cá fora, só ouvíamos coisas a cair e a partir e o gato a assoprar. A custo, lá o conseguiram sedar. Quando finalmente o meu Paulo saiu cá para fora trazia os braços todos a sangrar das arranhadelas… Foi de tal maneira que, passados 10 anos, a médica olhou para o bicho e lembrou-se logo.

...

Desta vez foi muito mais calmo. Portou-se lindamente. Levou vacina, desparasitante, tirou sangue para análises, fez-lhe apalpação e tudo só com uma assopradela ou outra. Só não gostou mesmo nada de cortar as unhas das patas de trás (também não gosta quando sou eu), assoprou e rosnou como um leão.

Na última consulta, em 2010, pesava 6550Kgs.

Nesta consulta… a médica queria pesá-lo na balança dos cães, eu é que não deixei ‘oh doutora pense na autoestima do bichinho, pelo menos tentamos a balança dos gatos!’ A balança dos gatos lá aguentou (ufa!!!) e marcou uns estonteantes 9700Kgs.

...

Vai fazer dieta, isso é certo, só estamos à espera do resultado das análises ao sangue, para saber se é preciso ajustar a nova ração ao tratamento ou prevenção de mais alguma coisa.

Certo, certo também é no próximo sábado ir ao Pet Groomer (vulgo, cabeleireiro dos bichos…). Vai tomar banho e rapar algum pelo que a médica acha que está velho e morto e que ele já não consegue tirar (não tem elasticidade...).

Pergunta-me a assistente se acha que será preciso sedá-lo… ao que respondi:

O bicho nunca teve contacto com a água, nunca tomou banho eu só o escovo, principalmente no verão… e também, não se deixa agarrar por outras pessoas que não eu… tendo em conta que ele já destruiu esta clínica uma vez… se calhar é melhor pensar na sedação…

De maneiras que é isto… o meu animal vai perder peso e pelo … num futuro muito próximo, já eu… bem… digamos que este mês não tenho qualquer hipótese de bater perna num qualquer centro comercial (Mana Querida, é desta que limpamos a tua arrecadação!).

Definitivamente, março será o mês do gato (que grande rombo na carteira, chiça!)

CatCheeseburger.png

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D