Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Faltam dois meses...

... para a miúda fazer 12 anos.

Está grande, mesmo muito grande. Há dias dei comigo a olhar para o meu lado esquerdo e fiquei de queixo caido... o cucuruto da cabeça dela estava ali... résvés com o meu ombro... se pensarmos que tenho 1,72m e estava de saltos... e ela de ténis... são pernas que nunca mais acabam.

Está refilona, resmungona e acha que sabe tudo ... por enquanto, nada que não seja perfeitamente controlável com uma repreensão mais certeira de Sra. Sua Mãe.

Já passa os serões a falar com as amigas da escola pelo Whatsapp, porque, claro está, o tempo que estão na escola não chega para debater a fundo todos os dramas existenciais da turma. Diz a minha irmã que tem noites em que parece que a sala dela é um arraial de Santo António, cada uma na sua casa, mas todas a falar ao mesmo tempo no seu sofá, uma sucessão infindável de 'eu disse... e ela disse... e tipo' (ai o tipo).

E eu respondo... 'deixa lá... enquanto for na sala e em alta voz, está tudo bem... preocupa-te quando se fechar no quarto!'

Já não gosta que lhe compremos a roupa sem lhe dar hipótese de escolha. Quer estar presente e ter opinião (e se ela gosta de ter opinião...). Ainda não gosta de calças rasgadas nem o umbigo à mostra (rezamos para que se mantenha assim...), mas também já não gosta de golas à Camões, nem saias, nem vestidos, ainda aceita um ou outro folho, mas até isso deve estar para acabar. Pediu umas jardineiras de xadrez para usar no dia de Natal.

Já pediu à mãe para tirar alguns brinquedos do quarto e guardar na arrecadação. Já não gosta de bonecas, mas ainda gosta de brincar. Passa horas de volta de cadernos e canetas e lápis de várias cores e tubos de cola e fita cola e clips, tudo com muitos bonequinhos e autocolantes e bolsinhas e capinhas...

Ainda nos dá a mão quando vamos na rua. Ainda permite que o avô a leve e vá buscar à escola.

Num repente, no meio de uma tarde num centro comercial, tomou coragem e pediu para furar as orelhas.

Já gosta de ouvir música e cantar no banco de trás do carro... já é fã do Shawn Mendes e da Camilla, da Ariana Grande, da Taylor Swift. Já tem uma lista dela no Spotify da mãe.

Com tantos sinais misturados, disse-lhe que tinha que me fazer uma lista para eu saber o que quer receber nos anos e no Natal.

Esta manhã tinha isto no meu mail:

lista1.jpglista2.jpg

Resumindo e concluindo... a miuda está a pedir que mande embrulhar uma Staples!

Gosto especialmente das últimas frases... 10 coisinhas... mas tenta dar quase tudo!

Viva o Google!

Sobrinha Mai’Linda foi sempre uma miúda muito precavida. Durante toda a escola primária nunca perdeu um casaco. Chegava a fazer a aula toda de casaco vestido, sabíamos disso pelo estado em que ficavam os punhos, devido à grafite dos lápis de carvão… temos fotos de visitas de estudo em que é a única criança de casaco vestido… quando lhe perguntávamos o porquê desse comportamento, a resposta era invariavelmente ‘porque não quero perder o casaco, mãe!’

Desde que ingressou no 5º ano este comportamento sofreu alterações significativas... casacos de fato de treino já desapareceram dois e na semana passada tivemos uma estreia.

amarelo.jpgA miúda foi a uma visita de estudo. Como o tempo estava incerto e a visita era no exterior, a professora recomendou que levassem casacos para a chuva. Sobrinha Mai’Linda levou um casaco amarelo feito daquele material que se vê muito agora… parece borracha, mais ou menos como este da imagem.

Ora, em vez de chover… fez calor… e vai daí a miúda tira o casaco e, para não o perder (ainda resquícios de tempos idos...), enfiou o dito dentro da mochila. Só que havia mais coisas dentro da mochila, nomeadamente MARCADORES SEM TAMPA (qu’isto de guardar marcadores COM A TAMPA, DENTRO DO ESTOJO, é uma trabalhadeira que não se aguenta, não é?)

 

Quando Mana Querida tirou o casaco de dentro da mochila… até lhe faltou o ar...ia tendo uma síncope… ‘eu estava a contar que este casaco ainda servisse no próximo outono!!!!’  Tentou tudo para limpar os riscos… detergente da loiça, acetona, álcool tudo o que se lembrou… e nada!

Mas Mana Querida é uma gaja. E uma gaja adora um bom desafio.

Mana Querida também é uma mãe dos tempos modernos. Depois de experimentar todas as mézinhas que as nossas avós nos ensinaram, virou-se para as novas tecnologias e

PERGUNTOU AO GOOGLE

e não é que

O GOOGLE RESPONDEU?

Pelos vistos uma outra mãe já passou por situação idêntica e descobriu que uma POMADA PARA TRATAMENTO DO ACNE, também apaga riscos de marcador em tecidos aborrachados (deve ser uma mãe com um daqueles doutoramentos todos xpto em química, só pode!) .

O casaco está como novo!

Não sei de cor o nome da pomada, mas se houver por aí alguma mãe em desespero idêntico, eu falo com Mana Querida e partilhamos informações (temos que ser umas para as outras, não é?)

O melhor do mundo são as crianças

Esta minha sobrinha é um espetáculo!

Dia de educação física… já sabem… o pior dia da semana.

Na ida para a escola tentou, por todos os meios, convencer a mãe a escrever na caderneta que não podia fazer a aula, doía-lhe tudo… a mão, o dedo, a cabeça, a barriga, a ponta da orelha, tinha tosse… um filme, mas a mãe não cedeu e ela lá se convenceu.

Fomos buscá-la ao fim da tarde. Estávamos as três no carro:

Eu: então, como foi a educação física?

Luísa: não foi dos piores dias… desde que não haja coisas com bolas para mim já está bom. Ainda deu para falar com as minhas amigas durante a aula… sobre cremes e assim…

Mana Querida: oh pá! É bom ver que as gerações se sucedem, mas os interesses continuam os mesmos… as gajas juntam-se e a conversa é cremes, maquilhagem, unhas…

Luísa: oh mãe… nem sempre… às vezes também falamos sobre relações…

E desfiou um rosário de dramas, típicos dos melhores enredos das melhores novelas mexicanas, que se passam na turma.

 

E eu e a mãe da criança com uma gripe como nunca tivemos na vida, a ter que conter as gargalhas para não nos esfrangalharmos em ataques de tosse…

5º ano… é oficial…

Começaram as conversas em que todas as frases começam com ‘tipo’ e… ‘e eu disse, e ela disse, e ele disse, e eu disse’...

E agora? Agora é sempre a descer!

Esta miúda é um espetáculo!

Chegaram as notas do primeiro período de aulas de Sobrinha Mai'Linda.

Mana Querida foi à reunião de encarregados de educação e veio de lá de peito inchado.

A pauta da miuda é só quatro e cincos, mais quatro do que cincos, é certo, mas tudo bem! Fantástico!

Só por lá andam duas disciplinas classificadas com 3.

Uma já é um odiozinho de estimação desde os tempos da escola primária: educação física.

O dia da educação física é só o pior dia da semana. Primeiro porque tem que correr ("oh mãe... o Zé dá três voltas a correr e nós ainda só demos meia volta...", leia-se nós as miúdas), depois porque tem que ir para a escola de FATO DE TREINO. Estamos a falar de criatura que ADORA saias de xadrez com pregas e vestidos e collants e golas à camões e folhos e laços. Já é dificil convencê-la a vestir uma calças e um polar, tipo... roupa mais confortável para um dia inteiro na escola! Um fato de treino é só o artigo de vestuário mais inconcebível que se pode imaginar... "olha só para isto... parece que vou de pijama!"

A outra é um ódiozinho mais recente. Nasceu logo nas primeiras semanas de aulas do 5º ano: educação musical.

A miúda não gosta do pífaro nem barrado com nutella. Volta e meia estou em casa e começo a receber videos no messenger. Lá está ela de volta do instrumento a treinar... pi, pó, pi, pi, pó, pó, pi, pi, pi... uma imagem do mais puro sofrimento. Ás tantas lá se ouve o pífaro a ser atirado para o canto, "oh mãe... mas porque é que eu tenho que saber isto... eu nem sequer quero ser cantora!"

Vamos fazendo a nossa parte, com os ouvidos em sangue, é certo, mas temos que fazer a nossa parte: tudo bem, não gostas, não gostas! Mas tens que fazer os mínimos!

Fazemos a nossa parte e rezamos muito, pedimos MUITO a todos os santos e anjos e arcanjos, para ela nunca ganhar um ódiozinho de estimação ao português, às ciências, à história, à geografia, às linguas estrangeiras e, especialmente, à matemática e à físico-quimica, que, para nós, estão ao nível das ciências ocultas!

A melhor tia do mundo!

Sou eu! Está para nascer a pessoa que faça mais pelos seus sobrinhos do que eu.

O ano passado fui para a porta do Continente às 8 da manhã para comprar a prenda que a miuda pediu, assim para o carote e, por isso, era imperioso aproveitar os 50% de desconto em cartão.

Este ano é o meu sobrinho. Ando à procura disto:

jogo-agarra-o-coco.jpg

Ontem, depois de ter procurado no Continente lá do burgo e no Continente do Comlombo, chego ao Jumbo de Coina onde tenho a seguinte troca de palavras com um empregado:

Boa tarde, desculpe... olhe... eu ando à procura de um jogo que é uma sanita... com um desentupidor... chama-se 'agarra o cocó'...

Cara do homem:

Mostra-me um outro brinquedo, que também tem uma sanita.

Não, não é essa sanita... essa sanita esguicha água... eu quero a sanita que lança cocós!

Cara do homem:

 

Ainda têm dúvidas que sou a tia mais fantabulástica do mundo!

Ai a minha vida, miúda!

A familia reune-se e pesa os prós e os contras...

Mandar a miúda para um ATL de verão? Ou não?

A familia decide, após grande debate, que 'sim, senhora! Só lhe vai fazer bem, andar entretida, aprender coisas novas, conhecer outras situações, outras realidades, aprender a interagir com outras pessoas... a ver se se habitua a comer em refeitórios... blá, blá, blá'

As duas semanas terminaram... O BOM é que já não tem medo de comer num refeitório (YYEESS!)...

O MAU... ontem chegou a casa, agarrou no telemóvel e começou a ouvir isto... em LOOP...

E sabia a letra... e treinava a coreografia...

'Oh tia... a culpa é vossa... vocês é que me inscreveram neste ATL!' (tão engraçadinha, a miúda)

A criatura chama-se Kevinho e é portador desta voz melodiosa que me entra nos tímpanos e me põe os neurónios à beira de um ataque de nervos!

A música chama-se... PaPum... sim... PaPum...

E pensar que já levámos na cabeça por deixármos a miúda ouvir as músicas do Quim Barreiros e da Rosinha!!!

(espera-me umas férias em dor e sofrimento)

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D