Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Quando a esmola é grande…

… o santo desconfia, mas eu desconfio e questiono!

Há uns dias atrás eu, a minha irmã e a minha sobrinha raspámos cada uma a sua Raspadinha. Eu e a minha irmã ficámos à arder sem prémio, a minha sobrinha ganhou 10€. Fui reclamar o prémio e deu-se o seguinte diálogo:

Sr. da Tabacaria – Então, são 20€!

Eu – Como assim 20€? Acho que são só 10€.

Sr. da Tabacaria – Não. Veja lá bem!

Eram mesmo 20€. Ao sair da Tabacaria a minha irmã deu-me na cabeça porque eu duvidei do Sr. quando o benefício era meu.

Tenho andado a pensar nisto. Realmente eu acho sempre que tenho que pagar ou não tenho que receber. Fico sempre na dúvida e têm que me explicar tudo muito bem explicadinho para eu perceber porque é que não tenho que pagar ou vou receber.

O episódio mais caricato deu-se, há muitos anos, na repartição de finanças do meu burgo quando comprei casa pela primeira vez na vida. Naquela altura ainda se pagava a Contribuição Autárquica. Todos os envolvidos no negócio (vendedor, banco, etc) falavam-me nesse imposto como se fosse o demónio. Foi de tal maneira que nos meses que antecederam o pagamento nas finanças, recebi o meu ordenado e, para além do passe, não gastei um cêntimo que fosse numa revistinha, num trapinho, nada!

Chegou o grande dia e lá fui eu, como se vai para o cadafalso. Enquanto esperava, assinei o cheque, só faltava a quantia. Estava preparadíssima para o desse e viesse. Fui ao balcão entreguei os documentos todos e a funcionária entrega-me uma folha de papel e diz-me para ir à Tesouraria. A funcionária da Tesouraria olha para o papel, afinfa-lhe uma carimbada e diz:

- Pronto, é tudo.

- Como assim! Então não tenho que pagar!?

A Tesoureira encaminhou-me de volta para a colega que produziu o dito papel que, enquanto atendia o contribuinte que se seguia, olhou para mim e perguntou:

- Diga por favor?

- Explique-me lá porque é que eu não tenho que pagar?

A funcionária baixou a cabeça e sorriu, mas lá me explicou tudo, muito bem explicadinho.

Não me esqueço da cara do contribuinte que estava a ser atendido. Olhou para mim de queixo caído, com uma expressão ‘Olha esta! Não paga e pergunta porquê? Tá parva!?’

Nesse dia, depois do trabalho, fui comprar uns trapinhos novos. Achei que merecia.

 

PS: Foi a primeira vez que comprámos uma Raspadinha só para a miúda e ganhou 20€. Até prova que se tratou apenas de sorte de principiante, a miúda raspará todas as nossas Raspadinhas. A minha sobrinha passou à categoria de 'Raspadoura Oficial'.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D