Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Pokémons: as minhas recordações destes bichos

pokemon.jpg

Parece que meio mundo anda, literalmente, a correr de um lado para o outro para apanhar pokémons. Os que costumam vir aqui ler os meus disparates sabem que, durante 13 anos, partilhei a minha vida com o Melga. Tal como tantos outros meninos da sua idade, o Melga adorava jogar pokémons, por isso, não me admiro se me disser que já tem a app instalada no telemóvel e anda por aí a caçar.

Sinceramente achava que esta era uma febre há muito terminada. Depois de tantos anos a lidar diariamente com estes ‘bichos’, voltar a ouvir falar em Pikachus desenrolou um monte de lembranças que já estavam muito lá no fundo do meu baú de memórias.

Antes que voltem a ficar no fundo do baú, resolvi transcrever aqui os meus conhecimentos pokémonianos que se resumem a pouca coisa (Melga, por favor corrige o que estiver errado):

Consolas: ouve o GameBoy Color (o primeiro do Melga), depois veio o GameBoy Advance, a Nintendo e a Nintendo DS;

Jogos: tivemos Gold, Silver, Crystal, Ruby, Sapphire, FireRed, LeafGreen, Emeral, Diamond & Pearl (falta algum, Melga?);

Personagens: Ash, Misty, Brock, Pikachu (os bons), Jesse, James, Meowth (os maus);

Bichos em geral: lembro-me do Mewtwo (o Pokémon ‘pisico’, como dizia o Melga), o Bulbasaur, o Charmander, o Squirtle… todos eles tinham um tipo de poder (havia os de fogo, os de água, os de ar, etc..) e todos evoluíam para versões melhoradas (era uma espécie de tunning dos bichos);

Todos os natais oferecíamos um jogo ao Melga e tentávamos quebrar esta febre. Comprámos jogos do Harry Potter, do Homem Aranha, o que estivesse na moda, mas não adiantava, por altura do Ano Novo já só ouvíamos aquela musiquinha irritante dos jogos dos pokémons (Melga, joga isso sem som, por favor!).

Guardado na arrecadação temos uma pokebola gigante (para quem não sabe é o artefacto necessário para apanhar pokémons) que serve para guardar berlindes com o desenho dos bichos (temos um saquinhos de berlindes), um Pikachu despertador, vários bonecos em vários tamanhos de vários pokémons e uma coleção de cassetes VHS com filmes destes bichos.

Estas cassetes foram para a arrecadação quando o Melga tinha uns 13, 14 anos. Uns dois anos depois trouxe as caixas para casa para retirar as cassetes com os filmes do Tom & Jerry para a minha sobrinha poder ver quando estivesse em minha casa. Lembro-me de ver o Melga eufórico por redescobrir os seus filmes dos pokémons. Ficou uma tarde inteira agarrado à sua velha televisão com leitor de vídeo a ver as cassetes todas e a cantar as músicas (Vou apanhá-los todos, vou apanhá-los todos…).

Isto é o que me lembro sobre estes bichos. Pensando bem, estes bichos acabam por ser uma espécie de pano de fundo de uma fase da minha vida que acabou.

PS: antes que me esqueça, também houve aquele bolo de aniversário muito manhoso que resolvi fazer, com a ajuda da minha irmã, decorado com pokémons, quando o Melga fez 18 anos.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D