Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Olha que belo presente de Natal!

Vivi 13 anos da minha vida com um fumador… um GRANDE fumador.

No mínimo era um maço por dia, se o trabalho não se prolongasse noite dentro… Ainda me lembro da indignação do meu Paulo quando saiu a lei que proibiu o fumo nos locais de trabaho, restaurantes, pastelarias e centros comerciais, tivemos várias discussões lá em casa…

Apesar de levarmos sempre um cinzeiro para a praia, daqueles que se enterra na areia, e termos sempre um cinzeiro na varanda (o seu local de fumo lá em casa… depois de mais algumas conversas mais acesas…), tenho a certeza que o meu Paulo, nos seus muitos anos de fumador, deitou alguns milhares de beatas para o chão.

Há dias, ao entrar na estação dos barcos percebi uma troca de palavras mais acesa entre duas pessoas. Uma jovem tinha atirado uma beata para o chão e outra, um pouco mais velha, estava a dar-lhe na cabeça, pela sua falta de civismo. Ficaram ali só pela simples troca de algumas frases mais irónicas, porque àquela hora o que a malta quer mesmo é chegar a casa. Percebi que a Sra. mais velha estava a dizer à mais nova que devia apagar bem o cigarro e levar a beata consigo para casa ou deitar no caixote do lixo mais próximo.

Convenhamos, da mesma maneira que comemos um gelado e não atiramos o papel e o pauzinho para o chão… ensinam-nos isso quando somos pequeninos, porque é que os fumadores estão convencidos que podem atirar com as beatas para o chão?

Da mesma forma que os fumadores se habituaram a não fumar em certos locais (ainda me lembro do Paulo a ver um filme da década de 70 e ver uma das personagens a sacar de um cigarro dentro de um avião ou no local de trabalho e ficar de olhos arregalados... 'realmente como é que era possível... fumávasse nos aviões!!!'), tenho a certeza que será uma questão de tempo... da mesma forma que é feio deitar papéis para o chão, um dia também será feio deitar beatas para o chão!

Ora, ontem, nos meus passeios pela net, encontrei isto num dos meus sites preferidos, o Pegada Verde. Um cinzeiro de bolso, com um nome espetacular… Biatakí.

biataki-eco-cinzeiro-praia-1.jpg

Tinha o seguinte texto:

20% dos portugueses considera "normal" atirar beatas para o chão. O resultado? A cada minuto, são atiradas 7000 beatas para o chão - só em Portugal. E há 32 anos consecutivos que as beatas são a maior fonte de lixo nos oceanos e praias. A maioria das beatas não é biodegradável e demora mais de 10 anos a decompor-se.

Durante esse processo, libertam substâncias como nicotina, arsénio e chumbo. 

O Eco-Cinzeiro Biatakí é a opção para quem ainda não conseguiu deixar de fumar. É reutilizável, e pode ser guardado no bolso ou na mala. Basta colocar lá dentro as beatas! É feito de matérias-primas naturais, como o bambu, e as rolhas são de cortiça e reutilizadas de garrafas.

Custa a módica quantia de 3,20 €… mais barato que um maço de tabaco.

De nada!

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D