Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Mudar a vida

O Paulo não gostava que eu andasse de transportes públicos. Encarava isso como uma falha dele. Achava que era sua responsabilidade levar-me e buscar-me ao trabalho. Fazermos o trajeto juntos, no nosso carro.

O Paulo tinha horários de trabalho completamente estapafúrdios. Gostava do que fazia e era incapaz de deixar um papelinho por tratar. Era raro o dia em que chegávamos a casa antes das 21h00 ou que terminávamos o jantar antes das 22h00. Nas raríssimas vezes que me vinha buscar antes das 19h00, eu entrava no carro e perguntava: ‘quem és tu? O que é que fizeste ao meu marido?’ Ao que ele respondia: ‘não sejas engraçadinha!’

Na maior parte dos dias já nem dizia nada. Era assim e pronto. Mas havia aqueles dias em que estava mais saturada, mais cansada e acabávamos numa conversa mais azeda:

- Tu já viste a vida que temos? Nunca sei o que deixar para o jantar. Nunca sei a que horas vou chegar a casa. A nossa vida é só casa/trabalho. Não cuidamos de nós. Não vamos a lado nenhum. Isto é todos os dias, Paulo. Não pode ser! Dás cabo de ti!

A resposta era sempre a mesma: ‘é o meu trabalho! O que queres que faça?’

E um dia o Paulo morreu. E o Melga saiu da nossa casa. E eu fiquei sozinha.

Nos primeiros dois meses desta nova vida (a que chamo ‘o meu período zombie’) chegava do trabalho e jantava todos os dias em casa dos meus pais. Por norma, às 20h30 estava em minha casa, jantada, de pijama, dentes lavados, no sofá da sala à espera da novela.

Em pouco tempo comecei a ‘ouvir o Paulo’ no meu ouvido: ‘Então! Falas, falas, falas, falas, mas não te vejo a fazer nada! Chagavas-me o juízo, mas afinal a culpa não era minha! Grande preguiçosa!’

Era verdade. Tanta vez que o chateie porque não tínhamos cuidado connosco e agora que tinha todo o tempo do mundo, que podia fazer o que quisesse, estava ali, naquela pasmaceira, a ver os dias a passar. Em 2015 decidi começar a mudar. Coisas pequenas, mas com muito significado para mim e para ele também.

Inscrevi-me num ginásio. Euzinha que não fazia exercício físico há DÉCADAS. Ainda me lembro da primeira aula quando a instrutora distribuiu cordas e disse ‘vamos começar por saltar à corda’. Não sabia se havia de rir ou chorar. Hoje já consigo estar 3 minutos (TRÊS) em prancha. YEAH!

Prancha.jpg

Comecei a conduzir. Tenho carta desde os 20 anos, mas, depois de algumas asneiras, ganhei pavor ao volante. Um dia decidi entrar uma escola e pedir umas lições (sai da escola com suores frios, de pernas bambas). Ainda não posso dizer que sou uma condutora, mas já consigo levar um carro do ponto A, ao ponto B, sem ficar branca como a cal.

004.jpg

Mais do que estas pequenas coisas, procuro, acima de tudo, gozar um pouco mais da vida. O ano passado levámos a minha sobrinha à Disneyland Paris. Ver a minha ‘Pitoquinhas’ com 7 anos a fazer o seu batismo de voo (o gritinho dela quando o avião levantou e os passageiros à volta a sorrir-nos), ver a alegria dela nas montanhas russas e olhos a brilhar quando assistimos ao espetáculo da noite. Foi caro, mas compensou tanto!

12.08.2015 055.jpg

Prometo não ficar por aqui. Já ando a magicar outras coisas. Ando a tomar coragem. Depois conto.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D