Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Mãe sofre, não é?

São notícias deste tipo que põem as mães à beira da loucura, não são?

Em especial, paragrafos como este:

"Para ser mais simples saiba que pode basear-se nesta fórmula de 150ml vezes o peso do bebé em kg, isto se o bebé tem idade entre os 0 aos 6 meses. Os 150 ml referem-se à quantidade hídrica diária total, pelo que a quantidade de leite a dar em cada mamada é obtida mediante a divisão desse valor pelo número de tomas que o bebé faz ao longo do dia. Imagine que o bebé pesa 7 kg, então a necessidade diária de leite é 1050 (150mlx7), se ele mamar 5 vezes por dia, a quantidade de leite por refeição será de, aproximadamente, 210 ml (1050 ml/5)."

Vejam os seguintes casos:

Quando era bebé, Sr. Meu Pai muitas vezes referia-se à minha pessoa como o seu 'pequeno aspirador' ou a sua 'bomba de sucção', porque mamava religiosamente de 3 e 3 horas e de maneira tão sofrega que parecia que nem respirava. Um dia Sra. Minha Mãe levou-me à consulta de rotina, o médico quase a crucificou quando soube a quantidade de leite que eu bebia por dia: que não podia ser, que era muito leite, que faz mal à criança e para a minha idade a quantidade de leite recomendada era X.

Sra. Minha Mãe (marinheira de primeira viagem) veio para casa quase em pranto, cheia de sentimentos de culpa, porque não estava a cuidar bem da sua menina. Fez o meu biberon com a quantidade de leite recomendada pelo médico, mas olhou para mim e, conhecendo-me como só uma mãe conhece a sua cria e sabendo que quando com fome eu tinha tendência para rivalizar com a sirene dos bombeiros, pelo sim, pelo não, fez um segundo biberon com a diferença daquilo que o médico recomendou e aquilo que eu costumava beber.

Bem dito, bem feito, no fim do primeiro biberon fiquei ali a olhar, a estranhar e comecei a ensaiar uns sonoros acordes:

- Oh Zé, vai lá buscar o outro biberon à cozinha, depressa!

- Então mas o médico não disse que não podia ser?

- Não é o médico que a ouve, somos nós!

Assunto resolvido.

 

Trinta e tal anos mais tarde chega a minha sobrinha. Sodona Luísa foi bebé pouco apreciadora de leite. Quando bebia 100ml quase nos apetecia ir à varanda lançar um foguete ('não lhe mexas muito, deixa ver se fica tudo lá dentro'). Parecia estar com muita fome, mas quando chegava aos 60 /70ml começava a empurrar a tetina com a língua e já não faziamos nada dela, insistências acabavam com tudo vomitado.

Muitos vomitados a minha irmã e mãe limparam àquela menina. Era numa base quase diária, havia sempre um biberon que vinha todo fora.

Agora imaginem este cenário, de refeições de um terço de biberon, às 6h, às 10h, às 13h, às 17h e no dia seguinte o mesmo. Ir pesar esta miúda e ouvir 'ganhou 100g', 'ganhou 150g' ou 'não engordou'. Era de arrancar os cabelos.

Depois vinham as primas (todas com filhos comilões), 'não stresses, não come agora, come depois', 'oh pá, tu stressas bué'. Só que a minha menina simplesmente não comia, nem agora, nem depois. A minha irmã chegou ao ponto de andar com um caderninho onde anotava as quantidades que a filha bebia a cada mamada, para mostrar à médica em cada consulta. A meta era atingir um mínimo de 400ml de leite por dia.

 

Tal como a minha mãe e a minha irmã, deve haver muitas mães a passar por situações idênticas, cheias de dúvidas, medos, preocupações e que se deparam com textos como estes.

Como é que ainda se publicam textos destes? Fórmulas matemáticas para calcular a quantidade de leite que uma criança deve beber???? Nem uma única referência ao facto de que cada criança é diferente, que há exceções...

Digam-me vocês que são mães, mãe sofre, não é?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D