Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Fomos ao veterinário

Por todas as razões e mais alguma, deixei passar quase oito anos sem que o meu bicho fosse visto por um veterinário. Lembro-me que ainda fiz uma ou outra desparasitação interna, mas vacinas nunca mais levou. Basicamente preocupei-me em comprar uma ração boazinha, ia reparando se ia ao caixote fazer as suas necessidades e no verão dava-lhe a pasta de malte por causa dos pelos.

O bichinho vai fazer 11 anos no próximo verão, é aquela idade em que é preciso começar a ter mais cuidado, por isso, decidi que este ano seria o ano da mudança.

...

Levei-o à mesma veterinária onde o levei ainda muito pequenino. Assim que o tirei da transportadora, a médica olhou para mim, depois para o bicho…

- Lembra-se dele, não é? Num dia de ano novo???

- … acho que sim, tivemos que o castrar de urgência, não foi?

Pois é! O meu bicho está na história daquela clínica. No dia de ano novo de 2008, tinha uns 7 ou 8 meses, começou a ter um comportamento muito estranho, miava descontroladamente e de forma agressiva, queria trepar pela Árvore de Natal acima, não sossegava, tinha um andar estranho, meio coxo e um pouco desequilibrado. Tivemos que chamar a veterinária de urgência. Chegados à clínica, conseguiu fugir da transportadora. Parte do consultório ficou destruído, com o meu Paulo e a médica a tentar apanhá-lo. Eu e o Melga cá fora, só ouvíamos coisas a cair e a partir e o gato a assoprar. A custo, lá o conseguiram sedar. Quando finalmente o meu Paulo saiu cá para fora trazia os braços todos a sangrar das arranhadelas… Foi de tal maneira que, passados 10 anos, a médica olhou para o bicho e lembrou-se logo.

...

Desta vez foi muito mais calmo. Portou-se lindamente. Levou vacina, desparasitante, tirou sangue para análises, fez-lhe apalpação e tudo só com uma assopradela ou outra. Só não gostou mesmo nada de cortar as unhas das patas de trás (também não gosta quando sou eu), assoprou e rosnou como um leão.

Na última consulta, em 2010, pesava 6550Kgs.

Nesta consulta… a médica queria pesá-lo na balança dos cães, eu é que não deixei ‘oh doutora pense na autoestima do bichinho, pelo menos tentamos a balança dos gatos!’ A balança dos gatos lá aguentou (ufa!!!) e marcou uns estonteantes 9700Kgs.

...

Vai fazer dieta, isso é certo, só estamos à espera do resultado das análises ao sangue, para saber se é preciso ajustar a nova ração ao tratamento ou prevenção de mais alguma coisa.

Certo, certo também é no próximo sábado ir ao Pet Groomer (vulgo, cabeleireiro dos bichos…). Vai tomar banho e rapar algum pelo que a médica acha que está velho e morto e que ele já não consegue tirar (não tem elasticidade...).

Pergunta-me a assistente se acha que será preciso sedá-lo… ao que respondi:

O bicho nunca teve contacto com a água, nunca tomou banho eu só o escovo, principalmente no verão… e também, não se deixa agarrar por outras pessoas que não eu… tendo em conta que ele já destruiu esta clínica uma vez… se calhar é melhor pensar na sedação…

De maneiras que é isto… o meu animal vai perder peso e pelo … num futuro muito próximo, já eu… bem… digamos que este mês não tenho qualquer hipótese de bater perna num qualquer centro comercial (Mana Querida, é desta que limpamos a tua arrecadação!).

Definitivamente, março será o mês do gato (que grande rombo na carteira, chiça!)

CatCheeseburger.png

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D