Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Fazemos o quê?

O reboliço que vai nas redes sociais à conta da abertura das creches, das escolas, das visitas nos lares. Os nomes que chamam à Diretora da DGS, credo!

Vamos lá ver se me consigo explicar: cura para a Covid, seja em forma de vacina, seja em forma de medicamento específico, só estará disponível para a população em geral, na melhor das hipóteses, lá para o fim do ano que vem (sim...2021). Quer isto dizer que vamos ter que conviver com o bicho pelo menos mais um ano.

UM ANO!

Fazemos o quê, durante esse ano?

Deixamos os nossos velhos nos lares sem visitas, durante um ano?

Deixamos as escolas fechadas no próximo ano letivo? A telescola é muito gira, mas acho que já deu para perceber que não chega!

As mães/pais que estão contra o regresso dos seus filhos às creches querem fazer o quê?

Ficam em casa a tomar conta dos seus bebés, durante o próximo ano? E vivem do quê?

Vamos fazer o quê às nossas crianças? Vão passar o próximo ano sem ver os avós, sem brincar com os primos ou com os vizinhos do prédio? E se forem à praia e estiver um casal com 3 filhos no chapéu a 2 metros de distância… não vamos deixar que brinquem? E se forem ao parque? Não podem andar de baloiço, nem no escorrega? Vamos mantê-los fechados em casa quanto tempo mais? E os pais? Deixam de trabalhar? Durante quanto tempo?

Se as crianças não podem ir à creche agora, também não vão poder ir nos próximos meses, porque o risco vai ser o mesmo. Infelizmente vamos continuar a contar casos confirmados e mortos durante muito tempo.

A DGS não é composta por educadores de infância ou professores. A DGS é composta por especialistas em SAÚDE PÚBLICA. É sua função emitir diretrizes que no seu entender melhor se adequem à proteção da saúde pública. Compete aos vários setores de atividade encontrar a melhor forma de aplicar essas diretrizes no terreno.

Foi isso que a diretora da DGS disse ontem quando afirmou que a intenção não é impedir as crianças de brincar, mas em vez de brincar numa sala com mais 15 crianças, devem brincar numa sala com mais 7 crianças, dessa forma o risco de contágio é REDUZIDO para metade.

No início disto tudo já se sabia que os mais vulneráveis à doença eram os mais idosos. Na altura a DGS emitiu diretrizes de atuação para os lares. A reação foi a mesma… ‘isso é impossível, não temos pessoal que chegue, não temos espaço, não temos fundos…’ e depois foi o que se viu. Mas também houve lares que agiram, tomaram medidas e conseguiram manter a doença longe.

Se só vamos conseguir ELIMINAR O RISCO no final do próximo ano, então até lá vamos ter que viver com a expressão “REDUZIR O RISCO”, em tudo o que fizermos… TUDO!

Não sei se já repararam, mas TUDO terá que ser repensado, é o preço a pagar pela tão desejada 'normalidade'. No sábado fui com Mana Querida ao centro do Barreiro. Entrei em duas lojas... depois de esperar em duas filas para poder entrar... e esfregar as mãos em alcool gel duas vezes... no espaço de meia hora...

Eu sei... são as nossas crianças. Custa sempre mais quando se trata das nossas crianças... mas, sinceramente não sei o que será pior para o seu desenvolvimento... ter que ensinar um filho que, para já, não pode partilhar o brinquedo ou que não pode abraçar os amigos e dar beijinhos à educadora ou tê-la fechada em casa por causa do bicho mau...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D