Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

E pronto, acabou-se a summit!

 

Web-Summit-2016.jpg

Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe.

Credo, pessoas! Entrar na estação do Oriente, pelas 18h00, nestes últimos dias, era como entrar numa Torre de Babel, tal era a cacofonia de línguas que se ouvia. E o pior era que não eram só os estrangeiros que não se compreendia. Os portugueses também falavam uma língua incompreensível para o comum dos mortais:

‘…não pá, tu desenhas o algoritmo, mas depois deixas a máquina fazer o multiplicador por ti, tás a ver…’

‘…tinham que fazer uma apresentação mais engaging…’

????

Já para não falar que andavam todos, mais ou menos, em grupos e em passo de passeio e a malta a sair do trabalho, a ter que ir buscar os miúdos à escola, a querer passar e a não conseguir... e aqueles que se via na cara que não estavam, de todo, habituados a utilizar transportes públicos, pareciam alliens.

 

Pessoas da organização da Summit, trazer dezenas de milhares de pessoas para Lisboa, pode ser muito bom para o turismo e para fazer negócios e blá, blá, blá. Mas, trazer dezenas de milhares de pessoas para uma zona de Lisboa já de si saturada de empresas e residentes é muito mau para o comum dos mortais.

Que tal, no próximo ano, fazer a Summit entre as 14h00 e as 22h00. De manhã passeiam e vão às compras (bom para o turismo), depois de almoço fazem negócio (bom para as empresas) e não chateiam o comum dos mortais que só querem vir trabalhar e regressar a casa. Pensem nisso, ok?

 

Claro que, e é preciso dizê-lo com toda a frontalidade, nem tudo foi mau. Também deu para lavar as vistas em alguns projetos tecnológicos muitíssimo bem acabados, especialmente de origem nórdica... Sim senhor, estão desenvolvidíssimos, os nórdicos... eram assim, projetos tecnológicos altos, espadaúdos... muito bom!

Mas pronto, em princípio, hoje no regresso a casa, vamos voltar a ter 10 ou mais minutos de intervalo entre metros, na linha verde vamos voltar a ter só 3 carruagens, mas a estação de Arroios vai voltar a funcionar e as conversas, de certeza, vão voltar à normalidade do comum dos mortais:

‘Estou, olha, vai ao congelador e tira as costeletas pró jantar, c’a mãe esqueceu-se!’

Adoro a normalidade!

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D