Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Cinco anos

Amanhã faz cinco anos que o meu Paulo morreu. CINCO… uma mão cheia de anos...

Pode parecer estranho, mas não é o dia 13 de setembro que mais me custa a passar. O que mais me custa, é o dia 12 de setembro.

Hoje sei que o enfarte do meu Paulo começou a desenhar-se na tarde do dia 11... começou a ficar maldisposto... ‘acho que não fiz a digestão do almoço, deve ter sido aquele copo de água gelada' ... já não jantou...

Na manhã do dia 12 acordei a ouvi-lo na casa de banho a vomitar. Assim ficou todo o dia, com vómitos e diarreia… os sintomas típicos de uma indigestão... Pelas oito da noite começou a queixar-se de tonturas e a respiração começou a ficar ofegante, pediu para chamar um médico a casa que lhe diagnosticou uma ‘gastroenterite viral’... tinha o corpo gelado e suado, numa noite quente, o médico disse ...'isso deve ser por estar um pouco desidratado... mas não o vou mandar ao hospital por causa de uma desidratação... pode tratar disso aqui em casa, com isto que lhe vou receitar...'

Pelas dez da noite, cheguei da farmácia com os medicamentos receitados pelo médico. Tomou alguns. Deitou-se. Eu não conseguia sossegar, fiquei na sala sempre à escuta. Levantou-se algumas vezes… estava agitado… devo ter passado pelas brasas... acordei sobressaltada com um barulho… vi-o a sair da casa de banho… já não andava direito… corri para o telefone e liguei 112… enquanto descrevia os sintomas à técnica do INEM, o meu Paulo, sentado na nossa cama, olhou para mim... caiu no chão… já não acordou... vieram os bombeiros… levaram-no… já só o voltei a ver no velório, quatro dias depois...

...

O que mais me deixa aflita em cada dia 12 de setembro é esta ideia que me assola ‘como é possível uma pessoa estar a morrer e ninguém se aperceber disso?’

Como é possível tanta coisa falhar em tão pouco tempo?

O Paulo já tinha tido gastroenterites (todos nós já tivemos) e não se apercebeu que alguma coisa não estava bem… algum sintoma que o levasse a pensar que não era uma simples gastroenterite (nunca se queixou de dor no peito)... porque é que eu não forcei uma ida ao hospital (já martirizei tanto a minha cabeça… porque é que não o obriguei a ir ao hospital, logo eu que sempre detestei essa coisa de ‘chamar médico a casa’)… porque é que o médico não reconheceu os sintomas... porque é que não o mandou ao hospital, nem que fosse só porque suspeitava de desidratação… porque é que a técnica do 112, não reconheceu os sintomas descritos e sabendo que o doente tinha acabado de cair no chão sem sentidos, não enviou uma VMER com desfibrilhador…

É por isto que o dia 12 de setembro é sempre mais difícil de passar do que o dia 13.

O dia 12 de setembro é o dia em que o filme se vai desenrolando na minha cabeça. As horas vão passando e eu vou lembrando ‘são duas horas… aconteceu isto… são oito horas… aconteceu isto’...

É o dia em que os PORQUÊS’s e os SE’s me assaltam o pensamento e deixam-me de rastos…

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D