Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

A montanha está sempre a parir ratos...

Lembram-se do juiz que justificou a pena aplicada aos agressores de uma mulher, num caso de VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, com o facto da mulher ser adúltera?

O Conselho Superior da Magistratura, órgão com poder disciplinar sobre os magistrados, já decidiu a pena a aplicar ao Ilustríssimo Sr. Magistrado…

Preparem-se… estão sentadas… então sentem-se, mas numa cadeira sem rodinhas…

SANÇÃO DE ADVERTÊNCIA REGISTADA!

E o Sr. Magistrado vai recorrer da sanção aplicada, porque os Srs. Magistrados são órgãos de soberania, independentes e não podem ser coagidos de qualquer forma nas decisões que tomam. Devem ser livres de qualquer pressão.

Pensava que um juiz julgava os factos apurados em função da lei, afinal pode muito bem julgar e fundamentar com base nos macaquinhos que tem no sótão ou em função dos seus preconceitos.

Isto na mesma semana em que mais um monstro matou a sogra e a filha de DOIS ANOS. Um monstro que já estava referenciado na polícia pelo crime de violência doméstica, mas que o Ministério Público decidiu classificar de outra forma, menos grave…

Este ano ainda só estamos na semana SEIS, mas já morreram NOVE mulheres em casos de violência doméstica.

Na semana passada senti vómitos ao ver uma reportagem na SIC sobre dois casos de violação, cujos agressores foram condenados com PENA SUSPENSA. Criminosos confessos, não havia qualquer dúvida que tinham praticado o pior crime que se pode cometer contra uma mulher, mas os Srs. Magistrados, do alto da sua liberdade e independência, mandaram os criminosos para casa, porque o Código Penal diz, no artigo 50º, sempre que a pena a aplicar seja inferior a 5 anos de prisão, o juiz PODE considerar a suspensão da pena.

Oh Srs. Magistrados! Não diz TÊM de considerar, diz PODEM considerar.

Entre os crimes que podem ser punidos com penas de prisão até 5 anos, há de tudo... desde os furtos, as burlas, as ofensas corporais simples... uma violação não está ao mesmo nível de uma qualquer ofensa corporal (um murro, um estalo…). A violação é a corrupção daquilo que qualquer mulher tem de mais intimo, é o pior dos crimes, só superado pelo crime de homicídio (e tenho dúvidas...).

Tenho andado a pensar naquelas duas mulheres. A forma como foram tratadas na polícia, nos hospitais, no tribunal (uma delas esperou pelo início da audiência na mesma sala onde estava o violador, que estava na companhia da mulher...). 

Esta semana os meus pensamentos vão para a filha e mãe das vítimas daquele monstro do Seixal.

O que é que nós, enquanto sociedade, podemos dizer a esta mulher? Ela foi à polícia, denunciou o agressor... PARA QUÊ?

Diz que o agressor conseguiu matar-se… que pena!

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D