Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

A excursão!

Já vos disse no post anterior que fui aos Passadiços do Paiva numa EXCURSÃO.

- Então… e como foi, Rita? Gostaste?

Ora bem… por onde começar???

Acho que a última vez que me vi num autocarro em ambiente de excursão, ainda estava na escola secundária… já lá vão uns aninhos. A parte boa é mesmo o facto de não termos que nos preocupar com o caminho, estudar o caminho, saber onde vamos estacionar… pagamos para que alguém se preocupe com isso. A nós só nos resta apreciar a paisagem e dormitar uma boa parte do tempo. O reverso da medalha é estarmos limitados aos horários, ao caminho e às paragens que nos são impostos, pessoas que não conhecemos de lado nenhum, um ambiente que não é familiar.

A única condição que Sra. Minha Mãe impôs foi que não houvesse vendas, ‘nada de colchões ou garrafões de azeite’, disse ela, ‘o resto é como acharem melhor’.

Fomos 15 excursionistas, das quais não conheciamos 10, tudo mulheres, enfiadas num mini-bus com capacidade para 19 passageiros. Já estávamos mais ou menos preparadas para a banda sonora à base de Quim Barreiros, Rosinha e afins, para as anedotas, para as adivinhas, até aí tudo bem… mas não estávamos preparadas para a viagem de regresso. Tenho consciência que fomos muito condicionadas pelas notícias da tempestade Leslie e a hipótese da fecharem as pontes em Lisboa, mas acho que o comportamento da equipa devia ter sido outro.

Não vou dizer o nome da empresa, porque não fui maltratada, respeitaram o que estava inicialmente acordado, mas… notou-se alguma inexperiência, quase a rasar a falta de profissionalismo, quer do motorista, quer das guias.

O que começou por me incomodar um bocado foi o comportamento tipicamente tuga de ignorar os avisos da proteção civil, principalmente das restantes excursionistas: ‘há pá, isto não é nada’, ‘lá estão eles com os exageros do costume’, ‘vão ser uns sopros de vento e passa’. Eu acho que os representantes da empresa deviam ter assumido uma posição mais profissional, mas só consegui ouvir uma das guias a brincar ‘se não passarmos a ponte, olha… vamos todos para o pavilhão da estrela, que a câmara abriu para os sem abrigo’. Não gostei!

Andámos mais de três horas nos Passadiços, pois só quando saímos do Areinho é que se lembraram de ir atestar o depósito do autocarro? Andámos às voltas dentro de Arouca à procura de uma bomba de combustível… Então o que é que aquelas alminhas andaram a fazer, toda a tarde, entre largarem-nos em Espiunca e apanharem-nos no Areinho? Mais… o Motorista, que, por razões que não consegui compreender, nessas três horas não almoçou, depois de atestar, lembrou-se de parar numa beira de estrada para ir COMPRAR FIGOS…

Até entrarmos na A1, vinham, o motorista e as guias, agarrados ao GPS do telemóvel para atinar com o caminho… telemóvel que estava a ficar sem bateria e os dados estavam a acabar… WTF???? E continuavam… numa risota pegada.

Devo ser eu que não percebo nada disto, mas… acho que podiam ter feito mais para disfarçar a sua falta de experiência. Acho que tivemos sorte. Se a tempestade tem entrado por Lisboa, como estava inicialmente previsto, não sei se aquela equipa estava preparada para garantir a nossa segurança. E se as pontes estivessem fechadas? O que é que faziam connosco?

Correu tudo bem e isso é que interessa.

Acho que não vou desistir das excursões, mas… acho que vou procurar outras empresas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D