Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Comfy is the new black!

Já vos tinha dito que a minha relação com a roupa mudou muito com esta pandemia.

São várias as minhas peças de roupa que não viram a luz do sol nestas ultimas estações, porque estou em casa.

Comecei em março cheia de medo do que me diziam do teletrabalho… não nos podemos desmazelar, andar todas trongas, é preciso levantar de manhã e vestir roupa adequada ao trabalho, não é preciso pôr saltos e collants, mas é proibido ficar de pijama ou fato de treino.

Pois, pois!

Cheguei a novembro… basicamente já só tenho UM mínimo… não me sento a trabalhar sem soutien, de resto a minha regra é “se a parte de cima estiver apresentável para as videoconferências, não interessa muito o que tenho nas pernas”. Por estes dias já cheguei a ter uma mantinha nos joelhos... a bem da verdade, por estes dias até já fiz algumas reuniões virtuais com o meu robe vestido – aquelas onde só estão colegas, sem superiores ou gente de fora! - que esta minha casa não perdoa... geladinha que só ela!

Para minha grande tristeza dou por mim a comprar calças “com pelinho por dentro” e sweats e camisolas grossas de lã para o Inverno que se avizinha… às vezes ainda me entusiasmo por um vestido ou por um par de calças de vinco, que gosto tanto, mas largo… não vale a pena.

O que me vale é que mesmo as lojas que adoro, também estão a adaptar-se a esta nova filosofia. Agora todos os sites têm a secção do “Comfy” e mesmo as lojas físicas estão a mudar. Entrei com Mana Querida na Zara do Forum Montijo... 60% da roupa exposta eram calças de fato de treino ou de malha, camisolões e casacos de malha grossos, pouco se viam vestidos ou camisas.

Como acho uma roubalheira pedirem 40 ou 50 euros por umas calças “confortáveis”, estou a ficar profissional em lojas onde antes só entrava “se fosse mesmo preciso”, como aquelas grandes superfícies dedicadas ao desporto, onde consigo comprar as mesmas calças por… 10€.

É oficial, meus queridos, “Comfy is the new black!”

O que foi aquilo ontem no Jornal da SIC?

Foi um manifesto? Uma entrevista não foi de certeza…

Oh, Rodrigo explica lá uma coisa… então sempre que tens aí, no teu estúdio, o 1º Ministro, a Ministra da Saúde, a Diretora-Geral da Saúde… ficas todo assanhado, mal deixas as pessoas falar, disparas perguntas a torto e a direito, contrapões tudo o que dizem… e ontem? Onde estava o Rodrigo jornalista?

O que foi aquela cena do Ljubomir????

Basicamente disseste… "então Ljubomir… diz lá o que te trouxe aqui”... e deixaste-o falar!

O homem falou, falou, ele era números e medidas e o catano, ele comparou restaurantes com transportes públicos, com supermercados… e tu, Rodrigo? Nada!

Nem uma perguntinha de contraditório??? Nada!

Nem que fosse uma coisa pequenina, tipo “isto é um vírus que se propaga com o contacto entre pessoas, logo é normal que se tente diminuir ao máximo as situações onde esse contacto existe e pode ser evitado…”

E quando comparasse os restaurantes com os supermercados, onde ninguém anda a desinfetar produtos, tu podias sempre dizer “sim, claro… mas as pessoas precisam dos supermercados para terem comida em casa… as mais hipocondríacas podem sempre desinfetar os produtos comprados, quando chegam a casa…”

E quando ele comparasse os restaurantes com os transportes públicos, tu podias contrapor com… “sim, claro... mas talvez os transportes públicos continuem cheios porque os empresários deste país continuam muito renitentes em aplicar o teletrabalho, mesmo em situações em que as tarefas podem ser desempenhadas a partir de casa… e as pessoas precisam de ir trabalhar…”

Não vi nada disto. Não vi isto numa pessoa que passou meses a dar lições de moral sobre “fique em casa” e “cumpra as regras”.

 

Por falar em empresários (a espinha dorsal deste país!), ontem uma conhecida contou-me mais uma:

A irmã e as suas 11 colegas foram obrigadas a fazer trabalho presencial (é mais um daquele que acha que a malta em teletrabalho não produz). Eram 12 pessoas numa sala!

Já tem 4 casos positivos de Covid. Sabem o que é que o animal foi dizer às empregadas… “nos inquéritos epidemiológicos… se calhar é melhor não dizerem que estávamos todos aqui na empresa, estavam só 4 ou 5 e as outras em teletrabalho”.

Como este animal devem ser às centenas por este país fora.

Depois a culpa é das empresas de transportes públicos que não higienizam!

Eu disse que mostrava!

As vezes que já abri esta página para escrever alguma coisa e acabo por desligar!

É o telefone que toca ou o teams que toca ou de repente parece que se abre uma comporta qualquer na caixa de correio e vem tudo de enxurrada!

Estou em casa... o dia todo... não me acontece nada assim de extraordinário para contar... não me apetece falar do Covid, das medidas do governo para combater o Covid, das manigâncias dos supermercados para manter as lojas abertas (mais horas do que num fim de semana normal!), dos donos dos restaurantes que acham que é seguríssimo ir em excursão almoçar fora!

Sendo assim, só tenho isto para vos mostrar. Eu disse que vos mostrava as mudanças da minha casa.

Ainda faltam a mesa, as cadeiras e um cadeirão (a loja tinha uma parede inteira de mostruários de tecidos, centenas e centenas de pedacinhos de tecido... fui logo escolher um que demorou MÊS E MEIO a chegar!).

Ainda falta pendurar umas coisas nas paredes e dois candeeiros, mais os cortinados num dos quartos.

Ainda falta a minha secretária nova (continuo a trabalhar na mesa da cozinha. Como também não tenho mesa na sala, continuo sem poder sequer convidar Mana Querida para jantar em minha casa... eu própria janto sentada num banquinho à frente da televisão, desde meados de setembro!)

Por isso, só tenho isto para vos mostrar (o antes e o depois):

Vá, venham lá chatear-me a cabeça com o "ai credo, o tapete é verde e as almofadas azuis". Aviso já que não serão as primeiras! Ficam já a saber... eu não gosto de coisas demasiado certinhas e em pendant (é assim que se escreve?)

A ver se nos entendemos...

Diz a Resolução do Conselho de Ministros n.º 92-A/2020, de 2 de novembro, no n.º 10 do seu artigo 28.º, sob a epígrafe "medidas especiais aplicáveis aos concelhos referidos no anexo II":

"Nos concelhos referidos no anexo II do presnete regime, é obrigatória a adoção do regime de teletrabalho, nos termos da lei."

 

Leram bem...

O-BRI-GA-TÓ-RI-A.

São estes os concelhos referidos no anexo II: Alcácer do Sal, Alcochete, Alenquer, Alfândega da Fé, Alijó, Almada, Amadora, Amarante, Amares, Arouca, Arruda dos Vinhos, Aveiro, Azambuja, Baião, Barcelos, Barreiro, Batalha, Beja, Belmonte, Benavente, Borba, Braga, Bragança, Cabeceiras de Basto, Cadaval, Caminha, Cartaxo, Cascais, Castelo Branco, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Chamusca, Chaves, Cinfães, Constância, Covilhã, Espinho, Esposende, Estremoz, Fafe, Figueira da Foz, Fornos de Algodres, Fundão, Gondomar, Guarda, Guimarães, Idanha-a-Nova, Lisboa, Loures, Macedo de Cavaleiros, Mafra, Maia, Marco de Canaveses, Matosinhos, Mesão Frio, Mogadouro, Moimenta da Beira, Moita, Mondim de Basto, Montijo, Murça, Odivelas, Oeiras, Oliveira de Azeméis, Oliveira de Frades, Ovar, Palmela, Paredes de Coura, Paredes, Penacova, Penafiel, Peso da Régua, Pinhel, Ponte de Lima, Porto, Póvoa de Varzim, Póvoa de Lanhoso, Redondo, Ribeira de Pena, Rio Maior, Sabrosa, Santa Comba Dão, Santa Maria da Feira, Santa Marta de Penaguião, Santarém, Santo Tirso, São Brás de Alportel, São João da Madeira, São João da Pesqueira, Sardoal, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sever do Vouga, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Tabuaço, Tondela, Trancoso, Trofa, Vale de Cambra, Valença, Valongo, Viana do Alentejo, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Flor, Vila Franca de Xira, Vila Nova de Cerveira, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, Vila Velha de Ródão, Vila Verde, Vila Viçosa e Vizela (a juntar aos concelhos de Lousada, Paços de Ferreira e Felgueiras)

 

Façam barulho... não sejam coninhas...

Se o vosso trabalho é atender telefones, enviar e receber emails... exijam aos vossos patrões que vos mandem para casa em teletrabalho. 

Já bem bastam as pessoas que não têm essa hipotese, pelas tarefas que desempenham!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D