Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Irresponsáveis Sociais

Sr. Meu Pai faz anos no fim do mês. O que lhe oferecer? Pensámos, pensámos… Sr. Meu Pai nasceu no Porto e anda sempre a dizer que gostava de ir ao Porto… de comboio.

No fim de janeiro (para aproveitar as promoções de comprar bilhetes com antecedência) comprámos 5 bilhetes para irmos todos ao Porto no Alfa-Pendular e reservámos um apartamento no centro da cidade.

E chegou o COVID. Onde? Ao Porto, pois claro!

Depois de conferência familiar, decidimos não ir. Desmarcámos o apartamento, sem qualquer prejuízo, e consultei o site da CP para saber se podia pedir o reembolso dos bilhetes. Percebi que dois bilhetes não eram reembolsáveis. Informei a família que o prejuízo seria de 80€.

Diz Sra. Minha Mãe ‘não faz mal, somos 4 adultos são 20€ de prejuízo a cada um, que tudo na vida fosse perder 20€’.

Ontem lá fui à bilheteira pedir o reembolso. O Sr. analisa os bilhetes e pergunta ‘é para reembolsar tudo?’

Estranhei a pergunta, mas disse ‘simmm…’ Fez as contas com uma calculadora e diz meio a sorrir ‘…vai levar-me todo o dinheiro que tenho em caixa…’

- Dinheiro? Mas no site da CP diz que a operação é feita através do Multibanco, a devolução é feita para o mesmo cartão com que se fez a compra…

- Pois… mas isso é numa situação normal de reembolso… tendo em conta a situação que vivemos, temos instruções para reembolsar tudo e em dinheiro…

Devolveu-me os 175€ que custaram os 5 bilhetes.

A isto chama-se, acho eu, responsabilidade social.

Ter em atenção a situação excecional que se vive e adequar os procedimentos e comportamentos a essa situação.

Responsabilidade social… não tem que ser imposta ou decretada pelo governo, começa em cada um de nós. No nosso discernimento.

Começou em nós, lá em casa, que achámos que podíamos dispensar uma viagem de lazer tendo em conta que podíamos apanhar alguma coisa lá, ou levar algo connosco para lá. E terminou com uma empresa que decidiu não prejudicar o seu cliente, por causa de uma situação que diz respeito a toda a comunidade.

 

Mas o tuga é, por norma, um irresponsável social. O mundo do tuga começa e acaba no seu umbigo.

O medo é que não haja papel higiénico, muitos vão andar a comer feijão frade com atum até ao Natal. Se a escola do filho fechou por suspeita de contaminação, é muito perigoso deixar os meninos na escola, mas não faz mal irem todos juntos para a praia ou ao cinema.

A culpa é sempre do Governo, da Linha Saúde 24, da Escola, da Câmara, do Hospital, do Patrão... mas nunca do próprio.

#QUARENTENANÃOÉFÉRIAS

Então e a vossa preparação para o Corona?

O Corona domina os temas de conversa nos últimos dias aqui na chafarica... acho que é geral em todas as chafaricas, não é?

Ele é planos de contingência e planos de evacuação e procedimentos a adotar em casos suspeitos... tudo num fernesim a lavar as mãos, usa máscara ou não não usa máscara, usa luvas ou não usa luvas...

E nos transportes públicos... tão bom!

Sempre que alguém tosse um pouco mais fundo é ver logo o pessoal todo a desviar-se um bocadinho, a chegar-se para trás, alguns põe lenços a tapar a boca... tudo de forma muito disfarçada... os varões dos autocarroas agora são inimigos públicos, porque antes do Corona eram muita limpinhos...

Ontem diz uma colega que a vizinha lhe disse que já notou as prateleiras do seu supermercado um pouco mais vazias... nomeadamente quase não havia água engarrafada...

Dei uma gargalhada, claro...

Algumas colegas ficaram um bocadinho espantadas com a minha gargalhada... ao que tentei explicar...

'Mais depressa atacava o corredor do papel higiénico...'

Ainda assim algumas continaram um pouco perplexas... lá expliquei...

'Minhas queridas... não vamos para a guerra, nem vai ser uma catástrofe climatérica, a água vai continuar a correr nas torneiras... já não ter com que limpar o dito cujo... e ter que saltar para a banheira ou para o bidé cada vez que a natureza chamar é um bocadinho mais chato, digo eu...'

...

Estou calma. Será o que tiver que ser.

Ando de transportes públicos e trabalho numa torre com mais umas novecentas pessoas que, entre lazer e trabalho, devem fazer muitas viagens ao estrangeiro... a probabilidade de me cruzar com alguém infetado é...

... é melhor não pensar muito nisso!

Pág. 2/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D