Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Arrumem masé as cabeças!

O melhor do mundo costumavam ser as crianças... mas já não são!

Nestes novos tempos, o melhor do mundo são as Seguidoras… acéfalas, as Seguidoras... sem sentido crítico. Gosto tanto delas... porque me divertem!

Nem de propósito. Depois daquele texto que escrevi há dias, dei comigo a ler a caixa de comentários do Instagram da Maria Botelho Moniz, no post que ela fez sobre o seu novo programa, o ‘Quero Arrumar’.

Por acaso vi o programa, já tinha ouvido falar e, por mero acaso, estava em casa no sábado ao meio dia, mais Mana Querida.

Antes de mais, deixar bem claro que isto não é nada contra a MBM. Eu gosto da miúda, acho que é muito boa profissional, muito trabalhadora e está a saber aproveitar, muito bem, todas as oportunidades que lhe estão a ser propostas. Mas daí a dizer que aquele programinha da treta foi 'maravilhoso', 'fantástico' e ‘queremos mais’ e 'tens que vir à minha casa arrumar'… vai uma graaannndddee distância.

O que foi aquilo?

Podia ser um caso de 'preciso de uma solução para arrumar a minha roupa, mas não tenho espaço para roupeiros', podia ser um caso de 'o meu marido tem a mania das ferramentas e não tenho uma arrecadação ou uma dispensa', podia ser tanta coisa... mas foi só um caso de 'eu sou muita desleixada e, por isso, a minha despensa parece um ferro velho, ajudem-me a comprar umas prateleiras e umas caixas para organizar esta confusão'. Foi só mesmo isto... havia uma casa, com um espaço que se destina à arrumação de bens alimentares e artigos de limpeza, vulgo despensa, e a dona do espaço queria arrumar lá, imagine-se... bens alimentares e artigos de limpeza...

A dona da despensa, uma benzoca wanna be, tinha uma grande preocupação na arrumação da sua despensa... esconder o pacote da canela do filho de… DOIS ANOS, porque a criança é alérgica.

Eu, com o meu feitiozinho soviético, dizia à Sra. Mãe que, assim, de repente não me parece que a canela seja um bem de primeira necessidade, pelo que, se não quer correr riscos com a alergia da criança, que tal… não ter canela em casa… ou… colocar a canela numa lata fechada, na prateleira mais alta num dos armários FECHADOS da cozinha???

Retiraram tudo da despensa… montaram umas prateleiras… guardaram os bens alimentares todos em recipientes de vidro, para se distinguir bem o arroz, da massa, do feijão, dos cereais (não vá a pequena confundir as embalagens e ainda faz arroz de corn flakes)… colocaram a canela num cesto vermelho, bem visível, tipo PERIGO, NÃO MEXER AQUI (que é tudo o que uma criança de dois anos gosta que lhe digam, não é???) e… pronto, já está!

Ah! E ainda houve tempo para um mimo... arrumaram também a bancada da cozinha que por sinal estava tão dessarrumada como a despensa... (sim... bem tentaram esconder, mas deu para perceber que o desleixo da dona da despensa.. não se resumia à despensa...).

Toda aquela caixa de comentários daquele post era um orgasmo em contínuo, por causa de 15 minutos de televisão, muito fraquinha.

Mas porque é que não retomaram o conceito do programa da Bárbara Guimarães? Também não era nada de especial, mas era melhor que isto!

Aguardo serenamente o próximo programa...

A minha batalha mais recente... a beterraba!

Já vos disse aqui que este ano ia tentar dedicar-me um bocadinho mais à cozinha. Descobrir novos alimentos, novas receitas, experimentar mais.

- E como tem corrido, Rita?

Ahhh… não muito bem. Por uma razão muito simples… isto de cozinhar só para um… é um bocadinho chato. Não dá pica. Com o tempo, quase sem querer, criei as minhas novas rotinas e, nessas rotinas, não entra o ‘fazer o jantar’. O meu jantar é sempre ‘qualquer coisa’ que esteja no frigorífico, colocado numa tosta, sendo essa ‘qualquer coisa’ antecedida de um generoso prato de SOPA e finalizado com fruta.

SOPA. Pode não haver mais nada no frigorífico, mas a caixa da sopa está lá… SEMPRE, nas 4 estações do ano.

Sempre fui viciada em sopa. Como sopa de tudo (menos sopa de cozido… não acho piada a sopas com sabor a carne, exceto a canja, que sou capaz de comer a panela toda de Sra. Minha Mãe). A minha preferida foi sempre o creme de favas, mas também sou menina para salivar por um creme de cenoura com uma folhinha de hortelã e não há nada melhor, no inverno, do que um belo prato de sopa de feijão, com entulho suficiente para deixar a colher de pé...

Ora, tenho andado a pesquisar umas receitas diferentes. Isto de comer creme de abóbora, de cenoura, de alho francês, de courgette, parece que anda sempre tudo à volta do mesmo. Há dias descobri o creme de couve-flor com coentros… maravilha… ontem fiz um creme de tomate com manjericão… já provei e não me pareceu mal, se bem que aquele travo do tomate… não sei!

Tenho uma proposta para vos fazer.

Em vez de um Clube de Leitura, gostava de criar os…

SA – Sopaólicos Anónimos

Vamos juntar os viciados em sopa aqui do Sapinho!

Vamos trocar receitas de sopa!

Deixo-vos, desde já, a dúvida que encanita o meu espírito, por estes dias:

Qual é o segredo do creme de beterraba?

Já deitei, no ralo do lava-loiças, DUAS panelas de creme de beterraba. Aquilo só sabia a terra.

Como é que há mães que fazem creme de beterraba para os filhos e os miúdos... comem?

Não pode saber a terra, se não os miúdos não comiam, certo? (se bem que há miúdos que comem terra… se calhar é por isso!)

A pergunta que se impõe neste final de semana é...

... então, mas o puto nunca mais nasce?

Estou a falar do filho do Harry e da Megan. Tenho para mim que já nasceu... mas isso sou eu, que sou mázinha.

A Sra. D. Megan já monstrou que tem pelo na venta e gosta de fazer as coisas à maneira dela e sabendo que o seu principe também não morre de amores pela imprensa lá da terra dele, cá pra mim a criança já está no mundo e ninguém sabe de nada.

Se ainda não nasceu... então deixo aqui uma musiquinha que talvez possa apressar a coisa (a minha experiência nestas coisas de parir é nula, mas já ouvi dizer que andar e dançar ajuda a apressar a coisa nos últimos dias...).

Quanto a nós, resto do mundo, meras mortais... olha... aproveitemos também esta musiquinha e vamos todas, ao som do mambo, buscar o chapéu de sol e a toalha de praia, que diz que este fim-de-semana vai estar bom para começar a ganhar uma corzinha de verão.

Bom fim de semana, pessoas!

Mas digam-me... acham que já nasceu?

Aceitam-se apostas!

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D