Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

É preciso muita paciência... que é coisa que não tenho!

Por isso é que nunca serei uma blogger famosa, com as marcas todas de volta de mim a oferecer-me trapinhos e viagens e afins!

As famosas têm que ter muita paciência, não têm? Quando digo famosas, refiro-me às apresentadoras de televisão e às bloggers/influencers da moda, que têm contas de Instagram a rebentar de fotos cheias de trapinhos lindos e viagens e eventos e produtos vários.

Não sou diferente do resto do mundo. Sigo algumas dessas famosas, não muitas... a minha queda é mais para o lado das páginas de decoração. Tirando um ou outro trapinho que me põe a babar, o que me deixa mesmo roídinha de inveja são as viagens que essas famosas/bloggers/influencers fazem.

Calma! Não desejo mal a ninguém é uma invejinha da boa... pronto... também gostava de ir passar a Páscoa com a familia em Roma e logo a seguir ir com as amigas para Marrocos... mas a vida é como é... e cada um tem o que merece e pelos vistos... eu não mereço... ou não faço por isso... quando penso que metade das viagens que elas fazem têm que andar preocupadas em fotografar tudo e falar sobre o hotel A e o avião B e o creme X e têm que mostrar o calçado que trazem, mais o relógio... não era para mim!

Mas gosto de ver... não sou de comentar nem sequer de colocar o coraçãozinho cor-de-rosa... gosto de ver... e gosto sobretudo das caixas de comentários! Estou a ficar viciada em caixas de comentários das famosas!

É aqui que entra a tal 'paciência' das famosas, a tal paciência que eu definitivamente... não tenho...

Cristo do céu, o que é aquilo... há seguidoras muito... como dizer isto... burras, sem vida própria, sem interesses próprios, sem capacidade de pesquisa e procura por elas mesmas!

Todos os dias a Cristina Ferreira (ou a equipa dela) faz posts com o trapinho que usou lá no seu programa... pois em todos os posts lá aparecem as seguidoras do costume, em histeria, a perguntar pelo preço do trapinho... quantas vezes mais é que a Cristina Ferreira (ou a equipa dela) vai ter que dizer 'informação sobre preços e tamanhos só por mensagem privada'! (caraças, basta entrar no google e escrever a marca do trapinho... cheira-me que muitas seguidoras ficariam com taquicardia quando vissem a média dos preços da marca Elisabetta Franchi, mas isso é outra conversa...)

A Pipoca publica uma foto das férias em Roma ou do dia em que levou o filho a um evento qualquer... até dá para ouvir a correria das seguidoras... começa o disparate: as botas são de onde, e a camisola, e os aneis, e os óculos e os calções do menino e as meias... o que vale é que as cuecas do menino não aparecem, senão também perguntavam de onde eram!

Até há alminhas que perguntam pela cor do verniz das unhas... a sério pessoas! Quantas de nós é que sabe o nome/número/marca da cor do verniz que pôs nas unhas? É uma cor... certo? Estava no mostruário e nós gostámos e pronto!

A melhor de todas foi a seguidora que perguntou à Pipoca 'qual o modelo da máquina fotográfica com que tirou esta fotografia?'

WHHAATT THE FUUCCKK!!!!

Lá está... cada um tem o que merece, e eu não mereço ser uma blogger famosa rodeada de marcas com ofertas... 

Simplesmente não teria paciência para certas seguidoras!

Oh senhores do Metro de Lisboa...

... apenas algumas perguntas, depois de ter levado quase uma hora para fazer a Linha Vermelha, na passada 4ª feira.

 

1º. Porque carga d’água é que a Linha Vermelha começa em S. Sebastião?

Por mais voltas que dê à minha cabeça de funcionária pública, não consigo entender o que é que a zona de S. Sebastião tem de tão crucial para merecer ter o cruzamento de duas linhas de metro… Reparem, quando há merda na linha vermelha, ou seja, quando há avarias na sinalização ou num comboio, aos utentes que chegam pela linha azul resta uma única solução… andar para trás… ou seja, voltar para a linha azul (sim... são 4 lances de escadas) e continuar para trás até ao Marquês de Pombal ou seguir para Sete Rios, porque são as zonas de Lisboa com mais alternativas de transporte… reparem bem na palavra que utilizei… ALTERNATIVAS!

Em S. Sebastião NÃO HÁ ALTERNATIVAS (a não ser andar para trás), nem uma miserável carreira de autocarro de jeito passa em S. Sebastião!

 

2.º Porque carga d’água é que TODOS os comboios do metro têm que parar sempre em TODAS as paragens?

Voltando à linha vermelha. Acompanhem o raciocínio desta gaja que ama gatos:

s-l1000.jpg

Em S. Sebastião entram 50 gatinhos no comboio (são os gatinhos que vêm da linha azul, ou seja, vêm da baixa). No Saldanha entram mais 60 gatinhos no comboio (são os que vêm da linha amarela) e na Alameda entram mais 60 gatinhos (chegados da linha verde). Temos o comboio cheio com 170 gatinhos.

Depois da Alameda, todos os 170 gatinhos vão dar um passeio por Lisboa… Olaias, Bela Vista, Chelas, Olivais, Cabo Ruivo. Em todas estas paragens entram e saem um pequeno punhado de gatinhos… entram 3, saem 4, entram 5, saem 10, nada que afete sobremaneira o número de gatinhos que estava no comboio quando saímos da Alameda.

Finalmente, chegamos à estação do Oriente (Expo)…. saem do comboio 150 gatinhos. Ficam uns 20 gatinhos no comboio, dos quais 15 vão para o Aeroporto, não sem antes pararem em Moscavide e na Encarnação...

Isto acontece todos os dias. Acontece exatamente a mesma coisa com as duas carreiras de autocarros da Carris, que circulam entre a Baixa e a estação do Oriente.

...

Senhores do Metro (e já agora também da carris),

Nunca ouviram falar de comboios/autocarros expresso?

Será assim muito difícil criar algumas carreiras, pelo menos nas horas de ponta, que, depois da Alameda ou da Baixa só parem na estação do Oriente?

Aiii... como eu gosto de trabalhar na Expo!

Que é a mesma coisa que dizer... "gosto tanto de trabalhar no cu de judas atrás do sol posto!"

...

Estive de férias a semana passada. Uma semana e meia no campo. Recomecei o trabalho ontem.

Durante as minhas férias, Mana Querida teve que vir a Lisboa devido a dois compromissos inadiáveis.

Pediu boleia a uma prima que por acaso também vinha para a zona de Lisboa a trabalho.

Vim com Mana Querida para lhe fazer companhia a ajudar a passar as horas até ao regresso ao campo.

A minha prima a conduzir é o que se chama uma 'pé na tábua'. O ponteiro raramente baixou dos 140 Km/hora.

Fizemos Viseu - Barreiro em duas horas e meia... aquilo era ver as áreas de serviço da auto-estrada a passar à velocidade da luz.

...

Hoje, apanhei o barco no Barreiro às 7h35.

Piquei o ponto às 9h36.

A linha vermelha do metro esteve uma tourada durante hora e meia, consegui apanhar com a avaria não de um, mas de dois comboios...

Resumidamente, o tempo que demorei a chegar a este fim do mundo, dava para a minha prima ir de Lisboa a Viseu.

Agora vou beber café, que estou muiiitttooo necessitada, e agradecer aos céus que amanhã é feriado.

Vir à terra é que é bom!

Estou de férias na aldeia. 

Vou na rua com Sra. Minha Mãe. Está uma velhinha, muito velhinha sentada à porta de casa. Conhece a minha mae:

- Então 'delaide, tás cá?

- Bom dia, então como vai isso?

- Vai muito mal... Isto já não tem conserto... Quem é essa menina?

- É a minha filha mais velha...

- Qualquer dia foge-te... 

- Ora, já fugiu... e já voltou...

- Que idade tem ela? 15 ou 16 anos, não???

- Tem 46...

- Ai... Não me acredito no que estás a dizer!!! 

...

Oh minha querida senhora... Que Deus Nosso Senhor lhe dê muita saúde... Principalmente nesses seus olhinhos!

Já valeu a pena vir de férias!!! 

Viva o Google!

Sobrinha Mai’Linda foi sempre uma miúda muito precavida. Durante toda a escola primária nunca perdeu um casaco. Chegava a fazer a aula toda de casaco vestido, sabíamos disso pelo estado em que ficavam os punhos, devido à grafite dos lápis de carvão… temos fotos de visitas de estudo em que é a única criança de casaco vestido… quando lhe perguntávamos o porquê desse comportamento, a resposta era invariavelmente ‘porque não quero perder o casaco, mãe!’

Desde que ingressou no 5º ano este comportamento sofreu alterações significativas... casacos de fato de treino já desapareceram dois e na semana passada tivemos uma estreia.

amarelo.jpgA miúda foi a uma visita de estudo. Como o tempo estava incerto e a visita era no exterior, a professora recomendou que levassem casacos para a chuva. Sobrinha Mai’Linda levou um casaco amarelo feito daquele material que se vê muito agora… parece borracha, mais ou menos como este da imagem.

Ora, em vez de chover… fez calor… e vai daí a miúda tira o casaco e, para não o perder (ainda resquícios de tempos idos...), enfiou o dito dentro da mochila. Só que havia mais coisas dentro da mochila, nomeadamente MARCADORES SEM TAMPA (qu’isto de guardar marcadores COM A TAMPA, DENTRO DO ESTOJO, é uma trabalhadeira que não se aguenta, não é?)

 

Quando Mana Querida tirou o casaco de dentro da mochila… até lhe faltou o ar...ia tendo uma síncope… ‘eu estava a contar que este casaco ainda servisse no próximo outono!!!!’  Tentou tudo para limpar os riscos… detergente da loiça, acetona, álcool tudo o que se lembrou… e nada!

Mas Mana Querida é uma gaja. E uma gaja adora um bom desafio.

Mana Querida também é uma mãe dos tempos modernos. Depois de experimentar todas as mézinhas que as nossas avós nos ensinaram, virou-se para as novas tecnologias e

PERGUNTOU AO GOOGLE

e não é que

O GOOGLE RESPONDEU?

Pelos vistos uma outra mãe já passou por situação idêntica e descobriu que uma POMADA PARA TRATAMENTO DO ACNE, também apaga riscos de marcador em tecidos aborrachados (deve ser uma mãe com um daqueles doutoramentos todos xpto em química, só pode!) .

O casaco está como novo!

Não sei de cor o nome da pomada, mas se houver por aí alguma mãe em desespero idêntico, eu falo com Mana Querida e partilhamos informações (temos que ser umas para as outras, não é?)

Sobre o acidente ontem no Barreiro

Já por aqui disse... sou uma barreirense, com muito orgulho.

Defendo a minha terra. Não a troco por nenhum outro sítio... a menos que pudesse morar em Lisboa, mas tinha que ser Lisboa cidade (e mesmo assim só em algumas partes da cidade e só mesmo porque trabalho em Lisboa)... nunca nos arredores da margem norte... se é para ser uma suburbana da linha de Sintra ou de Cascais, então prefiro mil vezes ser suburbana do Barreiro.

Todos os concelhos da margem sul e acho que também da margem norte de Lisboa, dependem de empresas privadas de transporte rodoviário de passageiros. Resultado... horários muito reduzidos e, até há bem pouco tempo, passes mais caros.

Há SESSENTA ANOS que a Câmara do Barreiro disponibiliza aos seus munícipes o Serviço Municipalizado dos Transportes Coletivos do Barreiro. Todo o concelho está coberto por uma rede de transporte coletivo, que funciona todos os dias, desde manhã bem cedo, até de madrugada.

Esta é uma das razões que me leva a não pensar viver noutro lado. Quando digo aos meus colegas que no Barreiro temos um serviço camarário de transporte público de passageiros que funciona nos moldes da Carris, ficam surpreendidos. Não conhecem mais nenhuma Câmara que o faça (só há um punhado de Câmaras a fazer isto em todo o país).

Sim, os autocarros estão muito velhos (alguns têm mais de 25 anos).

Sim, nem sempre se cumprem todos os horários.

Sim, o corpo de motoristas está velho, são poucas as caras novas que chegam. Para mim são uns hérois, trabalhar de madrugada, de noite,  aos fins de semana e feriados, aturar aqueles passageiros que se acham donos do mundo e chegar ao fim do mês 'toma lá 700€'... não é para todos.

Ontem, assim que se soube do acidente, fiz aquilo que todos fazem, nestas alturas... fui ao FB... e lá estavam as bocas foleiras do costume... 'os autocarros estão velhos'... 'os motoristas são uns incompetentes'...

Tenham juízo pessoas!

Aprendam a defender o que temos de melhor na nossa casa, mesmo que tenha defeitos!

As pessoas só sabem falar de barriga cheia...

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D