Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Pessoas pequeninas

Desde que o meu Paulo morreu deixei de ver séries… tenho medo de ver policiais (pessoas a fazer mal a outras pessoas, afligem-me), não consigo ver séries de hospitais ou muito dramáticas (sempre fui moça de lágrima fácil, agora então sou uma desgraça…), por isso agora só vejo canais levezinhos, só coisas que não me façam mossa. Por influência da minha mãe, habituei-me a ver a ‘Passadeira Vermelha’ da SIC Caras. Confesso que há por ali muita gente comentada que não faço ideia quem sejam ou o que fazem na vida, mas o programa é bem-disposto e, às vezes, também se fala de coisas sérias.

Um tipo de situações que está sempre presente, em quase todos os programas, são os casos em que as famosas (são quase sempre as mulheres) publicam fotografias pessoais nas suas redes sociais e os fãs (agora são seguidores) arrasam com elas em comentários que chegam a ser mal-educados, até ofensivos, porque as ditas fotografias mostram que… são mulheres normais.

Só esta semana já tivemos a fotografia da Rita Pereira que tem ‘a coxa grossa’, a fotografia da Sofia Ribeiro que tem ‘celulite no rabo’, a fotografia de uma das Kardashians que, vejam bem, foi aos Globos de Ouro com borbulhas na cara.

...

Este tipo de pessoas que andam pela net a destilar o seu veneno, a apontar as ‘falhas’ dos outros (costumo chamar-lhe ‘pequeninas’), são as mesmas que se revoltam com a ‘ditadura da perfeição’ que as revistas ditas cor-de-rosa / femininas, todos os dias nos metem olhos dentro?

Como é que fazem? Um dia acordam e são contra o photoshop, no dia a seguir acham que não se deve mostrar a celulite? Em que é que ficamos?

Quando é que estas pessoas vão perceber que uma coisa são as produções fotográficas PAGAS, em que tudo parece idílico, porque tudo é estudado, e outra coisa são as fotos tiradas pelas próprias, em momentos mais descontraídos em família?

Quando é que estas pessoas vão entender que aquelas mulheres (e homens) são pessoas NORMAIS, são como nós todas… aturam birras dos filhos e têm contas para pagar e vão ao supermercado e, pasme-se, também têm celulite e olheiras e borbulhas na cara e noites mal dormidas e dias de ‘mau-cabelo’ e (algumas vá) lutam diariamente com a puta da boia abdominal?

Tenham juízo pessoas pequeninas!

 

Outra situação que também adoro, de pessoas igualmente pequeninas, são as 'MÃES PERFEITAS', com filhos não menos perfeitos.

Umas semanas antes do Natal fui com Mana Querida ao Corte Inglês. Durante o almoço noto um reboliço na mesa à minha frente. Um grupo grande estava a instalar-se. Uma das adultas era a Carolina Patrocínio, havia pelo menos mais duas adultas e, ao todo, deviam estar com elas umas 6 crianças (as mais velhas não tinham mais de 6 anos).

Acho que sabem que a Carolina Patrocínio é uma das famosas mais crucificada nas redes sociais: tem a ousadia de engravidar e não fazer barriga (parvalhona!), tem a audácia de usar decotes, mostrando, a quem quiser ver, uma malformação que tem no peito (que horror!), pratica desporto durante a gravidez, deixa as filhas bronzearem-se na praia, dá-lhes banho (como é possível!) … basta olha para as miúdas para perceber que sofrem horrores nas mãos daquela mãe desnaturada.

Reparei sobretudo no despachanço daquela gente toda. Em menos de nada puseram aqueles minnions todos sentados a comer, mas uma das miúdas (acho que era filha da irmã) estava a ter um dia mau e a fazer uma daquelas birras monumentais. A mãe fez aquilo que muitas mães fazem e foi ignorando, mas às tantas lá lhe saltou a tampa e fez aquilo que a minha mãe chama ‘rezar-lhe o responso’: ‘já estou a ficar farta, o que é que tu queres afinal, ou paras com isto ou nunca mais te trago…’

Imaginem lá que alguém começava a filmar a Carolina Patrocínio (para mostrar às amigas) e acaba a filmar a cena do responso… e publica o vídeo… uuuiiii, que bom!

Juro que até consigo imaginar mensagens no FB com ameaças de queixa na Comissão de Proteção de Menores! Ia haver muita 'mãe perfeita' que não ia conseguir ver naquela cena uma reação normal, de uma mãe normal que estava a aturar uma birra inexplicável, mas normal, de um filho...

E fico a pensar…

Hoje, depois de muito tempo, voltei a falar com um colega de trabalho do meu Paulo.

Hoje voltei a ter uma lembrança de uma vida que foi a minha vida durante 14 anos, mas já não é… à quase três anos e meio.

Coisas como ter uma conversa de 10 minutos ao telefone e ser posta em espera por duas vezes … ‘espera aí que tenho aqui uma chamada e tenho que atender’… antes ficava aborrecida, hoje só me fez sorrir.

Por breves momentos voltei a entrar no mundo do meu Paulo, voltei a sentir aquela inquietação, aquela loucura, aquela constante adrenalina em que ele vivia, os telefones sempre a tocar e as vozes constantes em pano de fundo.

Hoje fiquei a saber de tantas mudanças no mundo do meu Paulo… tanta coisa que já não está como estava… pessoas que saíram, pessoas que entraram… acho que é mesmo assim, a vida é mesmo assim… continua, mesmo quando não queremos, ela continua… e vai dando voltas e mais voltas… e nós só temos que nos adaptar.

Isto foi na hora do almoço.

Tenho andado toda a tarde a fazer o que me compete, mas lá no fundo da minha cabeça formou-se uma pergunta… e nos meus olhos já andam lágrimas outra vez…

 

… como seria se o meu Paulo ainda estivesse cá? Será que também teria mudado?

Voltamos ao mesmo!

 

Ao que isto chegou, pessoas!

Outra vez a questão do atendimento prioritário ou melhor, da falta de civismo e educação dos 'prioritários'.

Este vai inteirinho para as grávidas!

 

Cena 1:

Supermercado Lidl, no dia dos incêndios de Pedrógão Grande. Cerca das 2 da tarde. O termómetro do meu carro marcava 42º.

Fila para pagar. Tenho duas pessoas à minha frente. Ao todo tinhamos meia duzia de coisas para pagar.

Chega menina que rapidamente ultrapassa todos, num grande alvoroço, dizendo alto e bom som:

'Com licença, com licença, estou grávida, tenho prioridade! Se quiserem posso mostrar atestado do médico!'

O atestado era porque a menina ainda não tinha barriga sequer.

...

Estavam 42º graus e aquela grávida saiu de casa, acompanhada do pai da criança (suponho que seria a criatura), para comprar um pack de iogurtes (seriam desejos???), mas não podia esperar 5 minutos na fila para os pagar.

 

Cena 2:

Zara do CC Vasco da Gama. Hora do almoço. Fila para levantar encomendas feitas on-line.

Estava uma pessoa à minha frente e outra atrás de mim. Chega uma grávida de 7 ou 8 meses, com um grupo de amigas.

Passou à frente de todos... mas não há minha frente!

Nem olhei para ela. Fingi que não a vi e fui atendida na minha vez.

Reparei que não ficou muito satisfeita por não ter passado à minha frente... temos pena!

 

Querida grávida,

Para levantar uma encomenda não demora mais do que 3 ou 4 minutos. Eu hoje levantei duas, em duas lojas diferentes e, no total, não demorei mais de 10 minutos.

A grávida pode passar a sua hora de almoço a passear com as amigas no CC, mas não pode esperar numa fila, meia duzia de minutos para levantar uma encomenda?

 

Bom senso, pessoas!

Sou a primeira a levantar-me para dar lugar a uma grávida no autocarro, sou a primeira a ceder a minha vez na fila do autocarro, mas é como sempre digo, a lei pode dar as prioridades todas, mas não dá educação e muito menos bom senso!

(vá, agora venham de lá as grávidas todas chamar-me nomes feios)

Bom Dia!

Estou constipada... outra vez!

Está um frio do caraças. Não me apetecia sair da cama. Quase adormeci por completo no metro.

Depois cheguei ao trabalho e ouvi isto:

 Caraças, que bom que é começar a semana inspirada desta maneira.

Obrigada, Oprah!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D