Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Uma tarde no Posto Médico

Depois dos 40 e, principalmente, depois de tudo o que aconteceu com o meu Paulo, tomei consciência que a nossa saúde é um bem precioso e devemos tomar cuidados básicos que, se pensarmos bem, não custam assim tanto. Desde há dois ou três anos faço os meus exames de rotina, religiosamente depois das férias de verão, e vou mostrar há minha médica de família.

Gosto da médica que tenho agora. É muito paciente, dedicada, ajudou-me muito nestes dois anos, vê-se que se interessa pelos doentes, mas tem um defeito: não conhece o relógio. É muito lenta e conversadora o que origina atrasos monumentais no horário das suas consultas. Quase todos os dias está o segurança do Posto Médico a querer fechar a porta e ela ainda tem utentes na sala de espera.

Os pacientes já sabem o que a casa gasta e por isso já vão preparados para a espera: levam lanche (eu levei…), revistas, livros, rendas, tricot, ponto cruz, telemóvel com a bateria carregada, e, claro, vão munidos de uma dose extra de paciência. Ontem tive um companheiro de espera que decidiu ir ao FB e ver um vídeo (alto e bom som, claro!) com araras ou catatuas (ouvia-se o som dos pássaros). Nunca aquela sala de espera se pareceu tanto com a selva amazónica.

Começam as conversas de circunstância sobre quem é que é mais doente, quem tem mais dores e as queixas relativas aos funcionários e à organização do serviço, a que o chefe do pessoal administrativo já aprendeu a responder com toda a calma:

- Vou já resolver esse assunto. Já recebi ordens superiores para dividir os funcionários em dois e vai metade para cada lado…

 

Há medida que as horas vão passando a paciência começa a esgotar-se. Uns são mais pacientes que outros, uns demoram mais tempo que outros e as conversas são do melhor: ‘Ai, então aquela senhora já lá está dentro há 25 minutos, não pode ser! Que falta de consideração…’ Depois entra a senhora que refilou e fica lá dentro uns bons 40 minutos. Quando sai, toda sorridente: ‘Então boa tarde. As melhoras para todos’.

Todos a olhar para ela com vontade de lhe morder. É lindo!

E quando a médica sai do consultório para fazer qualquer coisa (xixi… comer uma coisinha…): ‘Então mas a médica não volta. Que falta de respeito!’

Depois a médica volta e chama o próximo doente e o ciclo repete-se:

Doutor.jpg

Ontem, enquanto esperava pela minha vez (duas horas e vinte à espera, não foi mau!) entrei no FB e deparo-me com esta imagem. Nem de propósito, é tão isto…

Deviam fazer um  estudo sociológico das salas de espera dos Postos Médicos do SNS.

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D