Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Registo de Dadores de Medula Óssea

Nas minhas deambulações pelas redes sociais, encontrei esta página no FB. Mais uma bebé que precisa de um transplante de medula óssea para sobreviver a uma leucemia.

Eu estou inscrita como dadora de medula óssea. Eu já fui contactada por ser compatível com um doente.

...

Andava para me inscrever já há muito tempo, mas, já se sabe como são estas coisas, a vida tem horários complicados, a inscrição implicava uma deslocação ao CEDACE e os dias vão passando e quando damos conta passou um mês, um ano.

Acabei por me inscrever por ocasião das campanhas que se organizaram quando adoeceu o filho de um jogador da seleção nacional de futebol (não me lembro do nome). Organizaram uma inscrição de dadores, num fim-de-semana, nos Bombeiros Voluntários do Barreiro. Não perdi essa oportunidade, afinal era ali ao lado de casa e, entre preencher o formulário, responder a umas questões e tirar um seringa de sange, em 20 minutos fiquei inscrita.

...

Um dia o telemóvel começou a tocar com um número que não conhecia. Ignorei uma ou duas vezes (‘querem vender alguma coisa!), mas uma das vezes atendi (‘deixa-me lá despachar este! A ver se me larga!).

No início nem percebi de onde me estavam a ligar 'CEDACE?? O que é isso?', mas quando disseram 'Fala do registo de dadores de medula óssea', as minhas pernas começaram a tremer.

Disseram-me que, nos testes preliminares efetuados, tinham concluido que a minha medula era compatível com a medula de um doente e perguntaram-me se ainda estava interessada em ser dadora. O meu Paulo tinha partido há muito pouco tempo e eu pensei: ‘Será? Não consegui ajudar o meu Paulo, será que vou conseguir ajudar outra pessoa?’

Disse que sim. Se estava inscrita era para ajudar. Podiam contar comigo.

Fui ao CEDACE (no Hospital Pulido Valente). Explicaram-me tudo, fiz mais testes de sangue.

Poucos dias depois ligaram-me novamente.

Que sim. Havia compatibilidade, mas o doente não reunia condições físicas para ser sujeito a um transplante. Informaram-me que nos três meses seguintes eu ficava reservada para aquele doente.

Andei três meses a pensar naquela pessoa. Só sabia que era do sexo feminino, nem sequer sabia se era portuguesa, mas isso não interessava nada. Andei três meses a torcer por uma pessoa que não conhecia, não sabia onde estava, se era criança, adolescente, mãe…

No final dos três meses, recebi uma carta do CEDACE. Sem entrar em detalhes, informaram-me que infelizmente não foi possível avançar com a doação. Sou levada a pensar que a doente não reagiu aos tratamentos e acabou por falecer. Não sei se chegou a saber que a cura tinha sido encontrada...

... 

A idade limite para se ser dador de medula óssea são os 45 anos, por isso, já perdi a esperança de voltar a ser chamada, mas aí desse lado há de certeza pessoas saudáveis, entre os 18 e os 45 anos, que me podem substituir como dadora.

Inscrevam-se. Não custa nada.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D