Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

21 de abril de 2007

Foi há 10 anos que me mudei para a minha casa. Esta que já foi a 'nossa casa' e que quero que seja a 'minha casa'. Curiosamente também calhou ser uma sexta-feira. Lembro-me muito bem da nossa alegria, da excitação, naquele fim de tarde em que regressávamos do trabalho e, finalmente, íamos dormir na nossa casa nova.

Digo ‘finalmente’ porque foi um processo que demorou três anos e que teve contornos de uma verdadeira novela mexicana. Não houve nada que não nos acontecesse:

- Assinar um contrato promessa na primavera de 2004, ainda com casa só em planta, que dizia que seria entregue lá pelo natal de 2005 e constatar que em janeiro de 2005 ainda nem caboucos havia…

- Pôr a casa onde morávamos à venda e, sem que nada o fizesse prever, vendê-la em 4 meses, em novembro de 2005. E a casa nova ainda estava em tijolo, muito longe de estar pronta. Encaixotar os tarecos e arrendar uma garagem para os guardar. Viver ano e meio num T1 que era suposto a minha irmã estrear, depois das obras que lhe fez (abençoada criatura!).

- Ir comprando coisas novas para a casa e, a certa altura, ter a aguardar indicação de data para entrega: uma mobilia de quarto no Porto, um frigorífico em Torres Vedras e uma televisão em Lisboa (eramos muita doidos!!!)

- Escolher um chão diferente. Ver o chão colocado e ficar de olhos a brilhar e uma semana depois ser chamada à obra e ver o chão em ondas que chegavam à altura do meu joelho, porque foi mal colocado. Arrancar o chão todo e resignarmo-nos com o típico flutuante de carvalho.

- Ficar a saber que em TODA a urbanização (um porradão de apartamentos, ok!) fomos os ÚNICOS a escolher acabamentos em carvalho. Ficar um mês e meio a ver a obra parada porque faltava uma ripa e meia de rodapé que era preciso trazer de outra obra em Lisboa. Foi preciso o meu Paulo fazer uma cara feia e oferecer-se para ir buscar as ripas (‘Oiça, eu e minha mulher vamos todos dias para Lisboa. Diga lá onde é a obra que nós vamos lá buscar as ripas, amanhã já cá estão!).

- Ser informada que iam mudar os espelhos dos interruptores. Que eram muito bonitos a imitar o vidro. Eram VERDES. Dissemos que queriamos branco. Foram todos retirados para a casa ser pintada com as cores que escolhemos para depois...voltarem a ser colocados. Conseguem imaginar o quarto do Melga em azul com interruptores verdes??? Já lá estavamos a viver quando foram substituidos...

- No meio disto tudo, tivemos que refazer todo o processo de obtenção de crédito junto do banco algumas 3 ou 4 vezes, porque perdia a validade.

- Ter escritura marcada para 26 de abril (acho?) e tratar das mudanças da garagem e do T1, mais as entregas das coisas novas, tendo essa data como horizonte. Já estava tudo na casa nova: pratos, copos e talheres, mobiliário, roupas, TUDO, ok?

- Receber uma chamada do banco a informar que os registos provisórios perdiam a validade um ou dois dias antes da escritura e pelo meio ainda tínhamos o feriado do 25 de abril e o banco não queria correr riscos, por isso a escritura estava cancelada.

- Estar no banco às 8h30 do dia seguinte ao do telefonema, de lágrimas nos olhos, e ser informada que tinhamos que fazer (e pagar!) novos registos e marcar nova escritura que, contudo, não se poderia realizar antes de 30 dias (TRINTA DIAS) sobre a data da escritura inicial, portanto só lá para o fim de maio (estão a acompanhar a novela?).

Saímos do banco, o Paulo olhou para mim e disse: 'Preciso dum café. Já agora, por acaso, tens alguma ideia sobre ONDE é que vamos viver nos próximos 30 dias?'

Não sabíamos se era para rir ou chorar, mas o construtor lá se apiedou da nossa triste história e permitiu que nos mudássemos mesmo sem a escritura feita.

Faz hoje 10 anos.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D