Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

Não sejas engraçadinha!

Como é costume dizer nestas lides "Este é um blog sobre tudo e sobre nada"

As coisas que uma pessoa tem que fazer…

…para poder ser levada a passear.

Lembram-se do post aqui abaixo? Pois! Afinal a minha irmãzinha tem mais genica que eu.

No sábado teve que trabalhar todo o dia (e quando digo todo o dia, quero dizer MESMO todo o dia, foi das 7 da manhã às 8 da noite). Quando saiu telefonou-me a dizer que estava esgotada, que ia tomar duche, comer um prato de sopa e meter-se na cama.

- Amanhã, logo se vê. Eu depois ligo-te.

A ideia era termos um dos nossos ‘sábados de gaja’, mas num domingo. A criança pequena estava com o pai, os meus pais estão fora, logo era o dia perfeito para ir para o Centro Comercial, correr as lojas todas, experimentar tudo o que nos desse na bolha, sem ter alminhas atrás de nós a dizer ‘estou cansada’ ou ‘não gastes mais dinheiro’. Confesso que, depois do telefonema de sábado à noite, achei que a saída estava comprometida, mas não ia dizer nada, afinal a miúda esteve trabalhar, não é!

Domingo de manhã. Toca o telefone de casa. Oiço a voz da minha irmã:

- Tenho fome!

- Ok! Que horas são?

- Oito e vinte.

- Está bem, vou-me despachar (enquanto olho para o meu telemóvel). O quê, oh mulher são sete e vinte! Dorme mais um bocadinho. Aproveita!

- TENHO FOME!!!

Quinze minutos depois estava a tocar há minha campainha. Eram oito e meia da manhã e já tínhamos o pequeno-almoço tomado.

- Então e agora?

- Vamos ao Colombo.

- Ok! Tens a noção que mesmo que vás a 40 à hora, ainda temos tempo para dormir um soninho à porta do Colombo!?

Foi o que fizemos...foi um ganda ‘sábado de gaja’

YYEEAAHH!!!

compras.jpg 

Bom fim de semana

another-pillow.jpg

O meu vai ser grande e a minha intenção é passar uma boa parte do tempo assim.

(o problema é que eu sou como os miúdos da escola, aos fins de semana fico com uma genica que nunca tenho nos dias de trabalho) 

Já tenho o meu Anjinho de Natal

É uma Anjinha. Tem 6 anos e pediu uma Barbie ao Pai Natal.

Para minha tristeza, a minha sobrinha nunca gostou da Barbie, sempre foi mais dada aos Nenucos.

Calhou-me uma Anjinha que gostava de ter uma BARBIE, pessoas.

Não podia ser melhor!

Já tenho objetivo para este fim-de-semana. Correr os supermercados à procura de uma Barbie princesa.

Barbie-princesa.jpg

De preferência cor-de-rosa.

Carta às jovenzinhas com arzinho 'superior-ó-coiso'

Estava na Zara a ver as novidades e oiço uma voz jovem dizer:

‘Oh mãe, por favor! Achas o quê, que tenho 40 anos para vestir isso?!’

Só tive tempo de virar a cara e ver uma jovenzinha (com aquele arzinho imberbe típico de todas as jovenzinhas) a afastar-se de uma senhora, com aquele ar ‘superior-ó-coiso’, de narizinho empinado, aquele ar de quem tem todas as certezas do mundo, que a vida já não tem segredos (esquecendo-se que, se calhar, quem ia pagar o trapinho novo era a mãe).

Do alto da sua sabedoria e importância, esqueceu-se que a mãe devia estar nos 40. Disse aquela frase com desprezo na voz, como se aos 40 anos uma mulher fosse velha.

A minha primeira reação foi querer soltar a Cruela Deville que há em mim, chamar-lhe nomes feios e atirar-lhe um pano encharcado à tromba cara, mas respirei fundo e pensei:

‘Querida, querias tu ter 40 anos, mas ainda não tens essa sorte, ainda vais ter muito que penar para chegar a este estado de perfeição.’

 

Queridas jovenzinhas,

já disse a várias colegas e amigas: ter 40 anos é mesmo muito bom. É melhor que ter 30 e, de longe, MUITO melhor que ter 20 (e olhem que os 40 a mim trouxeram-me o maior pontapé que a vida pode dar a uma mulher).

Em poucas palavras, ter 40 anos é chegar a uma fase da vida em já sabemos o que queremos, como queremos, onde queremos e com quem queremos. Temos certezas, temos uma segurança que, até aqui, não sabíamos ser possível.

Ter 40 anos é, acima de tudo, saber que não devemos olhar para os nossos pais com um arzinho ‘superior-ó-coiso’, porque a vida já nos ensinou que, por norma, os nossos pais têm razão.

A vida já nos ensinou que os nossos pais são os nossos maiores e melhores amigos, são quem nunca nos larga, principalmente quando a vida nos dá pontapés e murros e nos troca as voltas (acreditem jovenzinhas, a vida tem uma capacidade imensa de nos trocar as voltas).

Aos 40 anos já temos uma história de vida, temos mazelas, recordações. Em vez de pensarmos que os amigos são o melhor e o mais importante do mundo, já aprendemos que afinal é possível conciliar coisas tão ou mais importantes: a nossa casa, a nossa família alargada, o nosso trabalho e os nossos amigos (acreditem jovenzinhas, é mesmo possível ter tempo para isto tudo).

E, por incrivel que vos possa parecer, ainda conseguimos ter tempo para cuidar de nós. Já aprendemos a olhar para o espelho e gostar do que vemos, mesmo com imperfeições, mesmo vestindo roupas para mulheres de 40 anos.

Vocês, jovenzinhas, com esse ar 'superior-ó-coiso', estão convencidas que aos 40 anos somos VELHAS.

Não jovenzinhas, aos 40 anos, pela primeira na vida temos a capacidade de nos sentimos MULHERES e, ainda por cima, somos muito GIRAS.

 

PS: e não pensem que depois dos 40 as coisas perdem a graça. Tenho para mim que aos 50 ainda temos muito para vos ensinar.

Lembram-se da minha prima Mafalda...

...e as suas três crianças?

É uma casa com todo um outro nível de movimento!

Papai e mamãe vão trabalhar. As duas crianças mais velhas vão para a escola. A criança mais pequena fica em casa com a avó.

A avó, sendo gaja, já se sabe, tem sempre alguma coisa para fazer: uma roupinha para estender, uma cama para fazer, uma almoço que é preciso adiantar, etc....

Criança pequena não tendo com quem brincar, tem que encontrar uma forma produtiva de preencher o seu tempo, não é? Pois é:

rabiscos.jpgrabiscos2.jpg

Querida prima Mafalda,

apenas um conselho e um pedido de informação:

Conselho: não pintes por cima, nem laves.

Nunca se sabe se não tens em casa o próximo VHILS (não sabes quem é? És uma ignorante).

Tenho para mim que um dia ainda vendes a casa pelo triplo do seu valor, só por causa desta forma inicial de expressão artística do miúdo.

Pedido de informação: já estou a pensar nas prendas de Natal.

O que achas de ir àquela loja sueca, que tanto gostamos, buscar uma coisa destas para oferecer ao teu mai'novo? Gosto particularmente do rolo de papel que aparece no fim da imagem...

cavalete.jpg

Não é preciso agradecer.

É só uma ideia

Não ouvi o despertador tocar.

O meu animal resolveu não me acordar.

Chove, mas está calor. O que vestir?

Fazer 20 minutos de Metro com duas italianas a cacarejar freneticamente ao meu lado.

Creeeedo, como é que se consegue falar tanto em tão pouco tempo? E tão ceeeedo???

Tive uma ideia:

Bora fazer uma petição 'Pelo direito a trabalhar de pantufas!'

Não é de robe, nem de pijama, vestida para trabalhar, mas com os pés numas pantufas fofinhas e quentinhas.

É só uma ideia...

pantufas (2).jpg

 

Pág. 1/4

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D